O dilema vascaíno…

eurico301115

E agora só falta uma rodada para acabar o Brasileirão.

E na minha opinião, duas disputas restam, pelo G4 e pelo Z17.

Inter e São Paulo disputam a última vaga da Libertadores. E nada mais representativo do que essas duas equipes disputando essa última vaga. Duas equipes que oscilaram demais, não convenceram nunca, foram goleados pelos seus maiores rivais, ainda chegam na última rodada com chance de ir para a maior competição sulamericana.

Mostrando que esse campeonato foi apenas do Corinthians, de baixo nível técnico dos demais.

Agora o Z17 está entre Vasco e Figueira para mim. Avai não vencerá o Corinthians, assim como o Goias mesmo que supere o São Paulo dependerá de uma combinação muito grande para se salvar. Portanto, restam Vasco e Figueira.

A campanha do Vasco nos últimos jogos tem sido exemplar na busca por escapar do rebaixamento, contudo sobrou para a última rodada a definição se foi tarde demais, ou se será heroico.

A questão toda fica acerca da motivação que o Fluminense entrará contra o Figueira. O Figueira que quase venceu o São Paulo, pode ter sentido a virada inesperada, de qualquer forma, o Flu sem pretensão nenhuma no campeonato e ainda com briga política com o Vasco tem grandes chances de fazer força mínima para enfrentar o time catarinense.

Por fim, o Vasco jogará metade de suas fichas no seu próprio jogo e a outra metade no seu “co-irmão” Fluminense.

Vai um estrangeiro aí?

pep-guardiola-bayern-munich_3372853

Levir e Muricy estão no mercado.

Aliás, o segundo provavelmente irá cuidar de Guerrero e o bonde das Stellas, contudo o cenário atual mostra como os clubes perceberam que algumas mudanças drásticas precisam ser feitas na escolha de seus comandantes.

Um detalhe importante, com essa saída de Levir, só o campeão irá terminar o campeonato com o mesmo treinador que começou.

No passado, não só Levir e Muricy, mas Abelão estariam mais do que garantidos em qualquer clube brasileiro, não só a geração está sendo substituída, como o olhar para fora do Brasil está intensificando.

Basta ver que nessas três cadeiras vagas (Galo, Mengo e Tricolor) inúmeros “gringos” estão sendo especulados. Aguirre, Edgardo Bauza, Fernando Jubero, Sampaoli e Sabella, nomes com história fora do Brasil, mas que até então pouco eram cogitados aqui dentro.

Contudo a percepção de que paramos no tempo, de que não nos permitíamos ouvir o de fora e que era fácil sentar na verdade de que era tudo um apagão, que continuamos sendo o país do futebol, fez com que eles começassem a ter espaço. O bom trabalho de Aguirre no Inter e a passagem relâmpago, mas marcante de Osório causaram um frisson dentro do futebol e agora, eles são possibilidades reais.

E aí, você queria ver algum gringo no seu clube? Qual?

Thiago Silva merece segunda chance?

Thiago-Silva-

Galera do blog, estava afastado daqui devido ao trabalho, mas agora estamos voltando aos poucos e vou postando alguns assuntos que ficaram represados nesses dias por mim.

Thiago Silva merece uma segunda chance?

Confesso que fico dividido.

É óbvio que Thiago é o zagueiro mais técnico que temos disponível. Porém, contudo, todavia, isso não garante que ele seja o melhor para a seleção. A grande questão é sua liderança, Thiago não se mostrou o melhor líder para o restante do grupo.

E caso novas ou velhas lideranças não sejam despertadas dentro do grupo, sua presença e a cobrança por sua liderança será em vão. Thiago precisa entender que sua liderança se resume apenas a liderança técnica que não é pouca, mas é apenas essa.

Se Gil, Miranda, Luiz Gustavo, ou qualquer outro assumirem o papel do líder que se posiciona, que é o capitão, que orienta, que serve de exemplo para o restante do elenco, Thiago poderá voltar a ter espaço no grupo.

De qualquer forma, para mim o mais importante a ser feito, é essa conversa sincera com Thiago, deixando claro que ele não tem perfil para ser um capitão de seleção, mas que pode totalmente contribuir apenas com seu talento como zagueiro.

Para mim, a partir dai, cabe a Thiago decidir se continua ou não sua trajetória pela amarelinha.

Hoje em dia, eu não tenho opinião formada, gostaria de conversar com o Monstro.

O problema de ser Soberano.

1940abr30_Diario_da_Noite

Quando após o tricampeonato consecutivo brasileiro e o sexto titulo a diretoria adotou o termo Soberano, parece que quem comandava o São Paulo escolhia a dedo o nome.

Mais do que o fato do time sobrar naquela época, essa sobra é ardilosa, era a qualquer custo. E assim como um rei que se acha dono supremo da razão, por muitas vezes sendo arrogante, o São Paulo se tornou Soberano, usando a mesma definição do dicionário.

Se achou dono da verdade absoluta, sentou em cima de um monte de verdades e viu seu império ir ruindo pouco a pouco, ano a ano, durante esse sete anos seguintes. Tanto faz, qual será o resultado final desse Brasileirão, o time pode mais uma vez, pela grandiosidade da sua camisa seguir para a Libertadores, mas pode muito bem ficar de fora.

E por mais maluco que possa parecer o time em 4º, é o pior ano da história do clube.

O São Paulo precisa abandonar a alcunha de Soberano. E isso precisa começar por quem toma as decisões. É lá que faz refletir no clube, que faz aparecer no campo essa soberba, essa arrogância que as vezes não vira nada, que se não fosse pelo respeito adquirido ao longo da sua história, hoje seria engolido por qualquer um.

Os rivais que estão mais próximos já percebem e desfrutam do reino decadente. Pois a soberba dos reis, faz com que em campo, muitos filhos dessa petulância apareçam.

O São Paulo exala essa soberania, e da pior forma que o dicionário poderia traduzir.

O São Paulo precisa deixar o Soberano de lado e voltar a ser o Mais Querido.

Palpitando 10.11.2015

Imagem

Vamos seguindo o mês de novembro, nessa segunda rodada quase tudo é seleção, um pouco de Série A, B e a finalíssima da D . Clique aqui para conferir os resultados da rodada anterior.

Veja como ficou a pontuação apenas da rodada passada:
1 – André Russo – 65 pontos
2 – Wagner / Cadê Meu Camisa 10? – 55 pontos

Começa o mês de Novembro, veja os rankings abaixo:
RM101115

RB101115

RG101115

Quinta, 12 de Novembro de 2015
19h00 Equador x Uruguai – Eliminatórias
21h30 Chile x Colômbia – Eliminatórias
22h00 Argentina x Brasil – Eliminatórias

Sexta, 13 de Novembro de 2015
17h45 Bélgica x Itália – Amistosos
17h45 Espanha x Inglaterra – Amistosos
18h00 França x Alemanha – Amistosos

Sábado, 14 de Novembro de 2015
12h00 Rússia x Portugal – Amistosos
17h30 Boa x Bahia – Série B
17h30 Botafogo x Santa Cruz – Série B
17h30 Vitória x Ceará – Série B
19h30 River-PI x Botafogo-SP – Final da Série D
21h00 Paraná x América-MG – Série B
23h30 Pachuca x Cruz Azul – Mexicão

Domingo, 15 de Novembro de 2015
17h00 Cruzeiro x Sport Recife – Brasileirão

E se o campeonato acabasse na 34ª rodada?

alanpatrick091115

A taça continua com o Corinthians, mas ainda não foi entregue. Falta pouco, e ao que tudo indica, Tite e seus comandados irão comemorar no Majestoso a entrega oficial da taça, por enquanto só festa pela expectativa.

O Galo venceu e abriu 6 pontos para o Grêmio, matematicamente o time ainda tem chance de título, mas acho que nem o mais fanático torcedor ainda tem fôlego para cantar que acredita.

O Grêmio segue sem encostar de vez no Galo e tampouco é ameaçado pela turma debaixo. Segue ali em terceiro numa boa. Assim, como o Santos que apesar de todo mundo estar perto pela disputa pelo G4, já faz algumas rodadas que ganhando ou perdendo ou Santos segue firme no G4.

São Paulo, Inter e Sport parecem os favoritos para tentarem roubar essa última vaga. Particularmente, acho que o Sport é o que melhor tem jogado nessa reta final, Falcão soube fazer o time voltar a ter mesma vibração do ínicio de Eduardo Baptista.

Santos e Sport possuem a reta final que considero mais tranquila, só precisam melhorar a performance como visitante, ambos tem campanha estariam no rebaixamento se fosse olhado apenas a campanha como visitante.

No meio da tabela, o Palmeiras parece ter perdido o gás e parece concentrado demais na final da Copa do Brasil, se vai dar certo, só no dia 02/12 que saberemos.

Descendo para a zona da confusão, parece que nada muda, todos os seis seguem somando poucos pontos e pouco se movimentando. A vitória do Vasco fora de casa contra o Palmeiras fez a passagem para a Sibéria ser novamente colocada em xeque. O duelo contra o campeão como mandante será fundamental para dizer de vez por todas que a Série B foi apenas um fantasma duradouro.

A 34ª rodada terminou com 6 vitórias dos mandantes, 3 vitórias dos visitantes e 1 empate. Foram 24 gols, melhorando um pouco em relação as últimas rodadas e o meu destaque vai para Alan Patrick que mostrou que mesmo após afastado e entre uma Stella e outra é possível atuar bem, fazer dois gols e uma assistência.

E para você, como seria se o campeonato acabasse na 34ª rodada?