Tiltebilidade


image

Tite irá pagar o Pato (e não estou falando de Alexandre nesse caso) dessa vez.

Seus neologismos me permitiram a brincadeira com ele.

Ontem, o Corinthians manteve o 100% de aproveitamento, mas a sensação que ficou foi que o time entrou em campo disposto a controlar o jogo sem grandes esforços e nos vinte minutos finais decidir a parada.

Concluiu a missão com êxito, porém porque não resolver isso logo nos vinte minutos iniciais? Para que se expor a um lance casual e tomar um gol bobo?

Porque os times de Tite sofrem desse “tilt”. Assim como os times de Mourinho.

Até porque, Tite se espelha muito no português.

Basicamente no futebol, ou você propõe o jogo ou fica na espera da melhor oportunidade para atacar.

Tite e Mourinho optam pela segunda, ambos têm prazer em observar a proposta rival e mostrar a capacidade de ter um antídoto. Contudo, quando enfrentam rivais mais fracos, esbarram na condição de que é a sua vez de propor o jogo.

Aí vem o Tilt.

O time parece que fica fingindo que vai atacar, para ver se o rival ataca e aí jogar no contra ataque que tanto gosta. Confuso né, é isso que reflete em campo.

É lógico que esse tilt não acontece em todas as partidas que eles precisam propor o jogo, acontece quando um jogo muda da proposta inicial.

Vejam os últimos dois exemplos de Tite e Mou, ambos preparam o time para esperar o jogo, de repente o jogo mudou de figura e o time tem dificuldade em mudar seu estilo.

Mourinho montou o Chelsea para esperar o PSG que precisava buscar o resultado na Inglaterra, mas quando Ibra foi expulso era nítido que era a hora do Chelsea ir para cima e aproveitar a vantagem numérica.

Não fez. Ficou 90 minutos com um jogador a mais e foi eliminado.

No caso de Tite, início parecido. O Danubio precisava da vitória desesperadamente para tentar se manter vivo no grupo. Adenor montou o time para esperar esse desespero e aniquilar o rival.

Só que o Danubio mostrou que mesmo consciente da necessidade de resultado, não possuía qualidade alguma para atacar o Corinthians.

Era momento de Tite, mudar a proposta e liquidar de vez o time uruguaio.

É lógico que a história de Mourinho e a campanha recente de Tite mostram que esses “tilts” valem muito a pena na conta final. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s