Entre Pato e Jádson, quem mais ganhou foi o futebol paulista…


ss (2014-02-05 at 05.56.48)

Enfim uma movimentação no futebol que deu um certo barulho. No fim do dia, Pato foi para o São Paulo e Jádson para o Corinthians.

Sim, as aquisições mais caras dos respectivos clubes poderão desfilar seu talento (ou tá lento) no rival.

Achei um tremendo negócio para todo mundo.

Para Pato, porque chegará como titular absoluto ao lado de Fabiano. A concorrência com Osvaldo e Ademilson é bem mais tranquila do que com Sheik e Romarinho. Pato não será cobrado como um craque, apenas como um bom jogador, ou como costumo dizer como um Dagoberto que teve sorte no início da carreira. O único problema é que em um São Paulo com ele, Ganso e Fabiano, alguém terá que correr mais do que o normal para ajudar a defesa.

Para o São Paulo, porque conseguiu trazer um atacante de ótima qualidade. Pode atuar pelos lados e também fazer a função de centroavante quando “raramente” Fabiano estiver suspenso. O clima no São Paulo é mais acolhedor nesse momento, o time está em baixa e qualquer melhoria será bem vista pela torcida, diferente de sua chegada no Corinthians que era após o time conquistar tudo no ano anterior. A torcida terá mais paciência já que não tem outra opção no momento.

Para o Corinthians, porque conseguiu manobrar de forma inteligentíssima. A culpa não será mais do clube, apenas dos outros. Se Pato der certo, algo no Corinthians (torcida, treinador, etc) atrapalhou sua performance, mas ainda sim o jogador continua sendo do clube. Se Pato der errado, era esperado e o que resta é vender ou empurrá-lo para o rival. E ainda por cima ganha um meia de destaque para o elenco, Jádson tem tudo para ser titular e fazer diferença no alvinegro.

Para Jádson, porque chegará com status de titular e poderá atuar nas três posições da linha do meio de campo do Corinthians. Aliás, se Mano entender essa funcionalidade de Jádson já será um ganho enorme. Jádson nunca foi esse meia centralizado, seja quando surgiu no Atlético-PR ou mesmo no Shaktar, a zona de conforto dele sempre foi a faixa da esquerda. Jádson seria titular em qualquer clube do Brasil, no São Paulo cismaram que ele era reserva de Ganso.

E o mais impressionante dessa transação, a conversa entre Corinthians e São Paulo. Para mim, essa oportunidade dos clubes voltarem ao bate papo, principalmente visando reforçar ambos, foi o maior ganho dessa transação. Seja pelo desespero da situação, o importante é que as portas se abriram novamente para a conversa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s