Champions League, Liga de Campeones ou Bundmeister?

Champions 27022014

Uma zoropeada rápida hoje para vocês, vamos falar de Champions.

Todas as partidas de ida das oitavas já se foram e 5 times já podem pensar nas oitavas. Paris Saint Germain, Bayern Munchen, Barcelona, Real Madrid e Dortmund. Chelsea e o surpreendente Olympiacos também estão bem encaminhados. Apenas o confronto Atletico de Madrid e Milan que parece indefinido.

Apesar do time espanhol ter vencido os rossoneros por 1×0 na Itália, a condição de clássico da partida e o peso da camisa italiana no varal deixam a possibilidade de alguma chance para o Milan.

Considerando que o Atlético confirme sua classificação com uma vitória simples dentro de casa, o cenário da próxima fase seria: 3 times espanhóis, 2 times alemães, 1 time inglês, 1 time francês e um time grego.

Primeiro é curioso ver como o futebol italiano passa por uma péssima fase, são grandes as chances de eles não terem nenhum representante, mas mesmo entre os 16, apenas o Milan era o seu representante. Dando sinais de que o campeonato vive da história e não está mais entre os melhores da Europa.

É engraçado pensar que Espanha e Alemanha são os países com 5 dos 8 representantes, sendo que são os campeonatos mais elitistas da Europa. Os 3 represantes da Espanha ganharam 63 de 79 títulos espanhóis, enquanto na Alemanha, o Bayern sobra no campeonato. Mostrando que o preço por você tornar poucos clubes fortes no seu torneio é a possibilidade dele ir bem na Champions.

A contrapartida é o campeonato inglês. O principal campeonato do planeta, que possui ao menos 5 grandes equipes, conseguiu levar apenas o Chelsea para as oitavas. Contudo, não me surpreenderia se Mourinho conseguisse levar esse caneco novamente para o time londrino.

Para mim, Bayern, Real, Barça e Chelsea, são os favoritos nessa ordem. Mas que eu gostaria de ver o PSG indo longe, eu gostaria. E vocês, estão torcendo para alguém?

Rapidinhas do Camisa 10 – 26.02.2014

Guedex_20140224B

Imperador só mais um… O técnico espanhol Miguel Angel do Atlético-PR mostrou que vai tratar Adriano apenas como mais um. Após o time levar o segundo gol para o Velez e faltando menos de dez minutos para o final da partida, Angel chamou Adriano para a partida. O atacante ficou visivelmente irritado, até porque teria pouco tempo e a vaca já tinha ido pro brejo. Eu entendo os dois.

Cañete melhor que Ganso… É dessa forma que Muricy começa a enxergar o São Paulo. Em um mar de jogadores que não possuem nenhum talento que façam a diferença a favor do clube, os mais comprometidos estão saindo na frente. Para Ganso basta fazer igual a eles, porque ele é único que esbanja algum talento.

France Football ou Paraguay Football? E eis que tal matéria detonando a nossa Copa e mostrando todos os problemas dela, não passam apenas de algum aproveitador que transformou a matéria da France no seu diário de revolta. A matéria existe, mas nem de longe é tudo aquilo que rodou a sua timeline por aí.

Era melhor se fossem hooligans … Pelo essa matéria é real. O The Guardian publicou uma matéria onde afirma que a forma de atuar de uma torcida organizada no Brasil é muito mais cruel e violenta do que qualquer bando de hooligans. Eles dizem que o mais sórdido hooligan parece manso perto de um membro de organizada. É bem por aí mesmo…

Felipão e suas surpresas… Felipão é tão, mais tão quadrado e fehcado com o que ele chama de Familia Scolari, que mesmo quando ele simplesmente age dessa forma, ele surpreende. Scolari poderia ter chamado pelo um centroavante para experimentar, mas preferiu chamar apenas Jô, Fred e Jefferson. Se algum dos dois não tiver condições de jogo, ele chama Robinho, Ronaldo e Rivaldo, nessa ordem.

Professor Just do it… Em entrevista a ESPN ontem, Zé Roberto além de brincar com Luxa, revelou que em 2006 era evidente a influência nas decisões sobre o time que a Nike exercia. Nada novo, só surpreendente algum jogador contar com tamanha tranquilidade isso.

Champions boa anfitriã… Em seis jogos pelas oitavas da Champions, apenas um mandante venceu dentro do seus domínios e foi o Olympiacos que mandou 2×0 sobre o Manchester United. Hoje Real e Chelsea jogam fora, portanto são gigantescas as chances de só o time grego ter vencido em seus domínios.

Favorito sim, obrigatório nunca… De Renato Maurício Prado, no ‘Globo’: “Você é como Luís Felipe Scolari e acha que pelo fato de a Copa ser no Brasil somos obrigados a ganhá-la? Não penso assim. Concordo que a torcida pode ajudar, mas daí a considerar o Mundial favas contadas vai uma distância e tanto. Até porque existem, no mínimo, três ou quarto seleções tão fortes quanto a nossa. Quais? Espanha, Alemanha, Argentina e Holanda. Isso sem falar em Itália, Inglaterra e Uruguai, todos campeões do mundo. Se entrarmos nessa de que é obrigação, só vai aumentar o peso da responsabilidade e/ou o perigo do oba-oba. Melhor parar logo com esse papo ufanista, inútil e perigoso.” Falou muito, mas é vero…

Respeito ao adversário.. Sei que não é de futebol, mas sempre que alguma coisa de muito destaque acontece em outro esporte, gosto de frisar. No domingo (23/02), o Brooklyn Nets venceu o Los Angeles Lakers, mas a verdadeira vitória veio das arquibancadas. Jason Collins é primeiro atleta homossexual assumido da NBA e retornava as quadras nesse dia após o seu anúncio. Ele foi ovacionado pela torcida, e vejam, era a torcida adversária, o jogo era na casa dos Lakers.

Dúvida da semana… Blog com visual novo, fantasia de Carnaval ou roupagem para o ano todo?

Palpitando 25.02.2014

Imagem

Pessoal, mais um palpitando antes dos senhores saírem pulando o Carnaval.

Confira a pontuação dessa rodada:
01º Andre Russo – 70 pts
02º Wagner / Wallace – 50 pts
03º Cadê Meu Camisa 10 – 45 pts
04º Rodrigo – 40 pts

Em uma rodada péssima para todos, me mantenho na liderança com 370 pontos.

Na classificação geral temos:
01º Cadê Meu Camisa 10? – 370 pontos
02º Wallace – 320 pontos
03º Andre Russo – 285 pontos
04º Rodrigo – 180 pontos
05º Wagner – 150 pontos

Seguem os jogos a serem palpitados:
Quarta, 26 de Fevereiro de 2014
16h45 Galatasaray x Chelsea – Champions LEague
19h30 Union Española (CHI) x Botafogo – Libertadores
21h30 Rio Branco-AC x Real Noroeste – Copa do Brasil
22h00 Atlético-MG x Independiente Santa Fé (COL)
22h00 Flamengo x Emelec (EQU) – Libertadores
22h00 XV de Piracicaba x São Paulo – Paulistinha

Quinta, 27 de Fevereiro de 2014
20h00 Naútico x Sport – Pernambuquinho
21h45 Newell Old Boys (ARG) x Nacional (URU) – Libertadores
22h00 Ceará x Vitória – Copa do Nordeste

Sábado, 01 de Março de 2014
13h00 Saint Etienne x Monaco – Francesão
16h00 Londrina x Paraná – Paranaensezinho
16h45 Roma x Inter de Milão – Italianão

Domingo, 02 de Março de 2014
13h00 Atletico de Madrid x Real Madrid – Espanholão
16h45 Milan x Juventus – Italianão
17h00 Alecrim x América-RN – Potiguarzinho

Ganso e Tardelli, eles ainda sonham com seleção…

Post 24022014

Esse fim de semana Ganso e Tardelli tiveram destaque nos clássicos que seus times jogaram.

Ganso foi destaque porque Muricy decidiu começar o clássico contra o Santos colocando Ganso na reserva. A primeira explicação era a mais usual, questão tática, Muricy optou por jogadores mais leves e dinâmicos para acompanhar o leve e jovem time santista. Até que deu certo, o jogo foi feio terminou 0x0, mas podia ter sido 1×0 para qualquer um.

Mas é nessa questão tática que aparece o problema técnico que mais incomoda quem ve Ganso jogar, sua apatia em alguns instantes. Apatia que parece originar-se no incomodo em ver que seu time não entende sua genialidade. Ganso já mostrou sua capacidade com a bola nos pés, o que ele precisa entender e acreditar é que hoje o futebol é mais cobrado pelo que se faz sem a redonda nos pés.

Quando Ganso entender que quem ele mais ama (a bola) não pode ser a única razão dele dentro de campo, ele se tornará o tal jogador diferenciado. E será o 10 do Brasil que todo mundo espera e que ele tanto sonha.

Tardelli é a resposta do futuro que esperamos de Ganso. Tardelli surgiu no São Paulo com um futebol diferente, atacante de área, mas com muita habilidade, Tardelli sempre foi abusado, mas de pavio curto e com a mesma preguiça de Ganso quando estava sem a bola nos pés.

Foi acolhido de uma maneira inesperada pelo Galo e respondeu a esse acolhimento, foi embora para o Leste Europeu, mas com a certeza de que voltaria. E voltou, mais maduro e experiente, entendeu como Cuca precisaria dele e como assim ele poderia jogar com Ronaldinho e Jô como titulares da campanha mais vitoriosa do Galo.

E sem perceber Tardelli se tornou o jogador ofensivo mais completo do nosso país. Ele pode não ser o melhor centroavante, nem o melhor atacante pelo direito ou esquerdo e nem o melhor meia, mas consegue jogar bem em todas essas posições, talvez falte uma certa “magia” que as vezes Ganso para nos proporcionar.

Ontem, ao decidir o “clássico” contra o América-MG na vitória por 3×2, Tardelli mostrou que ainda sonha com a seleção.

Ganso e Tardelli tem o mesmo sonho, mas caminhos completamente distintos a seguir. Ganso precisa olhar para Tardelli e achar essa transpiração, Tardelli precisa olhar para Ganso e trazer consigo mais inspiração.

Animo pequeninos e para nós que adoramos o futebol…

Animopequeninos

Galera do blog, acho que estou em uma semana cricri com o nosso futebol. Mas algumas coisas ainda me surpreendem.

Estava lendo uma matéria ou outra sobre futebol e eis que me deparo com a seguinte matéria: “Federação revoga multa a atacante que mostrou mensagem a crianças.”

Parei, e antes de abrir a matéria fiquei lendo o título. Pensei, é isso mesmo. Estão repensando uma multa para um jogador que mandou uma mensagem de apoio a crianças. Resolvi abrir a matéria, para ver se essa mensagem de apoio era para algum grupo que não merece tanto apoio, tipo fãs do Justin Bieber.

Mas não, a mensagem era de apoio as crianças com câncer. A partida era entre o Real Jaén e Las Palmas, o Real venceu por 3×0 e o atacante Jona resolveu mostrar a imagem acima na comemoração do seu gol.

Eu sei, a Fifa proíbe que os atletas usem artifícios para passar mensagens de qualquer cunho. Concordo que esse controle é adequado, pois já basta as dancinhas do Neymar, era só o que faltava o Don Fredon mostrar a cada jogo uma foto de uma mulher que ele beijou no semáforo ou os demais jogadores do Flu exibirem a camisa “Eu amo a Carol”.

Mas acima de tudo, o bom senso deve ser carro chefe nessas ocasiões. Punir, o atacante com o cartão amarelo já é o suficiente para isso. Cogitar a hipótese de multar um atleta que passou um recado de incentivo a crianças com câncer é querer ser literal demais com as regras em questão.

Sempre ouvi de pessoas formadas e atuantes no Direito que acima de tudo, o bom senso deve estar sempre ao lado da lei.

E parece que no futebol tem lei para o que não precisa, não tem para o que precisa e falta bom senso para tudo.

Os efeitos do Ovomaltine e Leite com pera…

1380725_658651907508489_320953889_n

Existe um personagem chamado professor Gilmar do caricato Gil Brother que dava aulas para alunos e costumava reclamar das crianças mimadas do colégio. Ele denominava que essas crianças eram tratadas com muito leite com pera e ovomaltine, uma clara referência a uma vida cheia de regalos e de pouca cobrança dos pais.

Algo parecido com a expressão “menino de prédio”, daquela criança que não viveu na rua, ficou sempre protegido dentro do prédio e quando sai para o mundo sofre para acompanhar a realidade.

E na minha opinião, é dessa síndrome que meu clube (São Paulo Futebol Clube) sofre ultimamente, muito ovomaltine e leite com pera na formação de atletas. Rodrigo Caio é a principal evidência dessa safra. Jogador esforçado, aplicado taticamente, polivalente, atua em várias posições e com bom vigor físico. Possui ótimas características para ser um ótimo defensor, mas nos jogos importantes, quando as crianças se tornam adultos, normalmente o jogador espana.

Ou mesmo, em jogos corriqueiros, enquanto sua atuação está perfeitinha, ele vai muito bem, basta um erro que seu futebol vai para apático e horrível em segundos. Faz dois anos que o time do São Paulo é bom, mas não ganha clássico. Tem ótimo elenco, mas não ganha título. E assim vai.

O São Paulo é uma referência na formação de atletas e mesmo na forma como trata seus atletas profissionais, mas falta fazer a maioria entender a responsabilidade deles de estarem em um clube desse tamanho. A derrota não pode ser normal, muito menos a apatia durante um jogo, faz tempo que o time não tem poder de reação.

Algum profissional, um psícologo, por exemplo, precisa atuar de forma mais contundente para modificar esse perfil. Não deve-se mudar o programa de formação de atletas, mas é necessário alterar o perfil final dos jogadores que de lá estão saindo.

Seja colocar mais café amargo ou apresuntado no pão, ou diminuir o leite com pera e o ovomaltine deles.