Deixou chegar, brocou!


foto

Como anunciado por esse blogueiro, antes do confronto com o Botafogo, o Flamengo faturou o caneco. E como não podia ser diferente, Fellipe Mello continua a saga do exxxculacho pela Copa do Brasil. Segue o post do carioca marrento e campeão, ou melhor tricampeão da Copa do Brasil.

Por Fellipe Mello

Antes de qualquer coisa é preciso dizer que essa Copa do Brasil, com a participação dos melhores times do país, devolveu ao torcedor a emoção das competições mata-mata em um formato mais interessante! A competição deixou de ser “uma baba” pra virar um tiro curto rumo a Liberta pra lá de emocionante!

No trajeto rumo ao título o Mengão-Fuderosão-Pai de Todos-Brocador atropelou os melhores times do Brasil no momento, conquistando de forma icontestável a mais DIFÍCIL de todas as Copas do Brasil! Qualifico como a mais difícil de todas, pois pela primeira vez o campeão enfrentou uma competição incluindo times que jogaram a Libertadores e nas finais venceu 4 dos 5 melhores times do Campeonato Brasileiro! Prevaleceu a máxima do futebol nacional: Deixou o Flamengo chegar? Fudeu!

E hoje, pra alegria de 40 milhões e tristeza dos que esperam a novela acabar pra secar, o MUNDO amanheceu rubro-negro! Sim digo o MUNDO, pois quem pode acompanhar a caminhada rumo ao TRI da Copa do Brasil percebeu que nossa torcida tem sempre destino específico: onde o Mengão jogar, mas não tem origem: ESTAMOS ESPALHADOS PELO MUNDO, E ONDE O MENGÃO ESTIVER, NÓS ESTAREMOS!

O Flamengo de Jayme me parece resgatar algo adormecido: a Arrogância Rubro-Negra! Àquela que faz com os que vestem o manto sintam-se os picas das galáxias e os que lhe enfrentam sentir-se a virgem diante do maior comedor do planeta! Brincadeiras à parte, Jayme soube mostrar a esse grupo que o Flamengo tem tradição, usar o peso da camisa e a capacidade única de nossa torcida jogar junto como se fosse o maior craque de um time!

Ontem não poderia ser diferente, nos braços de sua torcida e com time calçando as chuteiras da humildade, controlamos a partida sem dar espaços ao Atlético, esperando pela chance de um contra-ataque! Raras foram as chances de gol delas, se é que me lembro de alguma!

Fazia muito tempo que não tínhamos um time tão ligado e vibrante em uma decisão! O Mengão parecia o pegador-master da micareta paranaense! Não passava uma curitibana em branco do nosso lado sem tomar pelo menos uma chegada firme! O Furacão era um só: aquela equipe de som do tornado muito nervoso do funk carioca!

A tônica do jogo foi essa: o Mengão-ligadão se defendendo das investidas delas e aproveitando os contra-ataques pra tentar matar o jogo! Luiz Antônio, o melhor em campo, quase abriu o placar num chute da entrada da área e numa cobrança de falta magistral que parou na trave quase fechou o caixão atleticano ainda no primeiro tempo. O segundo tempo parecia cópia do primeiro e o titulo parecia caminhar para a Gávea num zero a zero sem graça pro Mengão brocador nato quando… Paulinho tira mais um drible da cartola e deixa Elias livre pra fazer 1×0 aos 40 do segundo tempo! Festa na favela!

A confiança da torcida era tanta que a possibilidade de empate e pênaltis sequer era sentida nas arquibancadas que já gritava: É campeão!

Não demorou muito e Luiz Antônio, fez o que as curitibanas adoram: Desceu pela direita, “enfiou até as bolas” entre as pernas e cruzou na medida pra Hernane, sempre ele, aparar e BROCAR um voleio no cantinho! 2X0! Na comemoração ele gritava: “Aqui não! Aqui no Maraca não! Aqui quem manda sou eu! Aqui quem manda aqui é o Flamengo porra!!!”

Fim de jogo, caixão fechado e tri consolidado! De Brocada em Brocada nos passamos o cerol Brasil afora, criando um novo verbo para o futebolês: BROCAR! Agora parceiro é: DEIXOU CHEGAR, BROCOU!

A moda da brocada virou mania! O carioca não faz gol, ele broca a rede! O carioca não come ninguém, ele broca a mulher! O carioca não pega onda, ele broca o mar! Se algo é muito bom, deixou de ser: foda, passou a ser: BROCA! Brocar não é só gol do Hernane, é verbo, é advérbio de intensidade, é sinônimo de festa pra Nação rubro-negra!

Copa do Brasil, te falei que se eu te pegasse ia brocar sem dó e piedade, né? Ta aí, é TRI!

Libertadores? Agora o jeito é… dá uma BROCADINHA com você!

DEIXOU CHEGAR, BROCOU!

Anúncios

Uma resposta em “Deixou chegar, brocou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s