Festa do tomate à moda rubro-negra!


batmaerobson

Galera, Fellipe Mello gostou da brincadeira e embalado pela boa campanha do seu Flamengo na Copa do Brasil, nos presenteia com mais um texto cheio de humor e exxxculacho puro. E o pior é saber que essa história ainda vai acabar com um grito de É campeão!! rs…

Por Fellipe Mello

Não era festa do tomate e nem show do sexteto sertanejo “AMIGOS”, mas ontem em Goiânia o Serra Dourada recebeu bom público!

Infelizmente, dessa vez o Serra Dourada não foi invadido pela massa rubro-negra! Isso porque, obviamente, a máfia do tomate e os empresários sertanejos vetaram a presença da Magnética, destinando apenas 17% dos ingressos aos rubro-negros! Correm boatos que eles distribuíram ingressos nas lavouras, botecos da região e para qualquer Zé ruela que estivesse vestindo verde pelas ruas de Goiânia.

Espremida no cantinho, a Magnética ecoava seus gritos e parecia ser maioria, enquanto Walter-Barriga “deitava e rolava” no prato de feijoada nas cabines de rádio!

Os primeiros 15 minutos foram tensos. Pouca efetividade no ataque de ambos os times e muito respeito ao adversário.

Passado o nervosismo e visando a satisfação da torcida esmeraldina, Jayme pediu que sua dupla, que não é sertaneja, mas joga por música entrar em ação! Paulinho e André Santos, chamaram a defesa sertaneja pra dançar e, numa tabela sensacional, Paulinho fez 1×0 pro Mengão!

Explosão da torcida rubro-negra e Walter, que agora “deitava e rolava” no hot-dog ficou com a salsicha entalada na garganta!

O Mengão mantinha o ímpeto e o primeiro tempo dava sinais de que podíamos garantir a classificação antecipada! Boas tabelas, saída de bola rápida e transição ninja entre defesa e o ataque nos faziam acreditar que o jogo era nosso!

Só que Elias tropeçou no salto-alto e quis fazer firula na porta do céu! Vacilo dado é castigo recebido! E o Deus da bola pune a palhaçadinha sem dó! Bola roubada e rolada pra Vítor empatar numa pedrada de primeira no canto de PV. Tensão na Magnética mais uma vez!

Quando os secadores de plantão esboçavam um sorriso mais largo, brilhou mais uma vez a estrela de Hernane-Brocador, que não tinha dado um peteleco em direção ao gol, mas conseguiu que o juizão invertesse uma falta na boca da grande área! Na bola André Santos e Chicão. Batida no contrapé, Renan de bunda no chão, Gol de Chicão, explosão da Nação! 2×1 pro Mengão!

O fim de primeiro tempo ditava o ritmo do restante do jogo: os tomateiros atacavam e o Flamengo esperava uma chance de contra-atacar! Eles tinham medo de ir com tudo e tomar o terceiro e nós com medo de atacar e tomar o empate… e foi assim até o final, uma chatice só!

Fim de papo, Mengão 2×1 e a certeza de que Walter-Barriga deve ter “deitado e rolado” na cama sem pregar o olho com a derrota indigesta!

Semana que vem a previsão é de Maraca lotado com o nosso camisa 12 na arquibancada aos berros, parecendo estar à beira do gramado, empurrando nossa molecada rumo às finais!

Ouvi dizer que as meninas lá do sul, paranaenses ou gaúchas, até curtem dançar um sertanejo universitário, mas que no final da balada o que elas querem mesmo é experimentar uma “brocada” dos cariocas!

Copa do Brasil, se você for morena de olhos verdes de Curitiba ou loira de olho de azul de Porto Alegre, eu não to nem aí, porque já avisei: se te pego, eu te esculacho e ainda te troco pela Libertadores no ano que vem!

Mengão é assim mesmo: Deixou chegar, fudeu!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s