Soberano foi, e falta muito para voltar a ser…


Imagem

Galera do blog, após curtir o título do Galo doido!! Time que todos que acompanham o blog, sabem o quanto ele mora no meu coração, não é o número 01, mas é muito querido é hora de falar do número 01, o São Paulo.

O tricolor paulista passa por uma das piores fases da sua gloriosa história. Muito se fala que o principal culpado é Juvenal Juvêncio, o presidente, quase dono do time. E sim, ele é o principal culpado. A partir dele, foram desencadeando uma série de problemas crônicos que culminaram no futebol apresentado dentro das quatro linhas pelos jogadores.

Vamos enumerar os principais.pontos:

1 – Não continuidade de um treinador: Se logo no início de sua gestão, JJ manteve Muricy por cerca de três anos e meio, e com ele faturou o inédito tricampeonato brasileiro consecutivo. Depois de Muricy, vários treinadores já passaram pelo São Paulo e quase sempre saíram com no máximo um ano de comando. A falta de paciência e o autoritarismo do presidente não permitem que um treinador tenha tempo o suficiente para trabalhar e implantar sua filosofia.

Fora isso, como a escolha é sempre de cunho pessoal, não existe balizador que garanta o sucesso do treinador dentro do clube, foi assim com Ricardo Gomes e Ney Franco por exemplo, ótimos treinadores, mas que não tiveram respaldo.

2 – “Destruição” da comissão técnica vencedora: O São Paulo entre 2003 e 2009 se gabava de não precisar que o treinador trouxesse uma equipe inteira para trabalhar com eles, eles possuiam a melhor comissão técnica do Brasil. Porém, por destempero, demonstração de força, ou qualquer outra coisa, JJ foi demitindo um a um, até sobrar apenas Milton Cruz.

Resultado, faz tempo que é nítido a falta de pernas do elenco são paulino, principalmente em partidas mais duras e durante o segundo tempo. Em compensação, o Atlético-MG que contratou Carlinhos Neves sobrou na parte física durante a campanha vitoriosa da Libertadores.

3 – Contratações de baciada e sem critérios: O São Paulo em 2004 foi cirúrgico nas contratações de Cicinho, Fabão, Josué, Danilo e Grafite. Todas feitas em conjunto com o treinador e comissão técnica. De lá pra cá, JJ entendeu que conhece tanto de futebol, que ele poderia decidir sozinho quem viria para o Morumbi, resultado, faz 6 anos que o time não consegue emplacar um lateral direito.

Além de sucumbir com contratações sem sentido, eu não conseguir mais acertar elenco com a proposta tática do treinador. Tornando difícil, o trabalho do comandante quando ele assume o elenco.

4 – Profissionais protegidos e não competentes: Como Juvenal passou a decidir tudo sozinho, ele optou por colocar profissionais que “estão com ele” do que pessoas que poderiam contribuir para a melhoria do futebol no clube.

Contudo, essas escolhas começam a gerar problemas. Todo mundo sabe, o quanto a gestão do vestiário (termo utilizado perfeitamente por Tite) é fundamental para o sucesso do time, desde controlar o ego de cada jogador, fazer os mais fracos entenderem a força dos principais atletas do time, a escolha da divisão dos quartos, o bicho e até a forma como a diretoria interage com esses jogadores.

E aí ocorre o problema, nem Leco, nem Adalberto (o queridinho de JJ) tem bom ambiente com os jogadores, os dois já mostraram por diversas vezes que não possuem muito tato e às vezes até faltam com respeito com os atletas. Gerando insatisfação imensa e tornando ainda mais difícil a atuação do treinador.

Em suma, acredito que esses sejam os principais problemas do São Paulo hoje, todos ocasionados por uma gestão que se tornou cega e obssessiva pelo poder. Não dá para culpar Luis Fabiano, Ganso, Jadson ou até mesmo os fracos Rodrigo Caio, Lucio e Juan pela atuação da equipe.

A cada seis meses é tática nova, função diferente e expectativa do treinador diferente. Da mesma forma, não dá para culpar todo treinador pelos resultados, a pressão começa na partida seguinte e você não consegue fechar o grupo ou tomar decisões sem a ingerência da presidência, Ou alguém agora, achava absurdo que Ney quisesse Ganso e Lucio no banco?

O elenco parece estar fechado pois não querem esse vexame no currículo deles, mas isso é muito pouco para recolocar o São Paulo nos eixos.

Anúncios

2 respostas em “Soberano foi, e falta muito para voltar a ser…

  1. O grande problema é a questao do poder mesmo… Ele acabou com comissao tecnica e elenco. Só nao culpo JJ nas contrataçoes de Luis Fabiano e Ganso. A torcida pediu, mas eles nao renderam como esperado. A fase nunca esteve tao ruim e vergonhosa. Nao tem sistema defensivo, nao faz 01 jogada, nao tem padrao nenhum. Triste ver isso, e mais triste ainda por ser o ultimo ano de Rogerio. Ele nao merece isso. Ja o JJ merece.. E muito! Vamos torcer pra nao cair!

  2. Faltou falar que todos foram coniventes em mudar os estatuto para que o JJ assumisse mais um mandato, sem falar tambem na reforma do morumbi, no morumba fora da copa e na pessima relaçao que esse velho fdp tem com todos… Honestamente esse nao da para falar que o problema eh outro. Ele se acha grande, mas comanda o SPFC como time pequeno!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s