Pitacos: Organizado é bem mais fácil… São Paulo 1×2 Corinthians


renatoaugusto_gol2_afp.jpg_95

Galera do blog, ontem foi dia do primeiro jogo da final da Recopa.

Esperava um jogo bem ruim, em virtude da parada das Confederações e pelos próprios times. O Corinthians vinha sem Paulinho, sua principal referência. E o São Paulo continua no mesmo cenário do início do ano, Ney Franco não sabe qual esquema deseja para o tricolor.

Resultado, o começo do jogo foi péssimo, com o jogo sendo parado o tempo inteiro e com poucas chances para os times. Até que lá pelos 20 minutos de jogo, o Corinthians percebeu como os São Paulo possui laterais pífios na marcação e começou a dominar o jogo com as jogadas pelos flancos, ora com Romarinho, ora com Sheik.

E foi com Romarinho para cima de Juan que surgiu o primeiro gol do Corinthians, cruzamento na área, Sheik divide com a zaga e a bola sobra limpa para Guerrero encher o pé e abrir o marcador. Aqui já vale, para mim, a principal diferença hoje do Corinthians entre São Paulo, o aspecto tático. Se você comparar os jogadores individualmente, você fica na dúvida de quem é melhor, contudo, o time alvinegro é muito mais compacto, todo mundo tem bem claro o seu papel.

Osvaldo nunca teve Fabio Santos no mano a mano, já Sheik e Romarinho cansaram de encarar Douglas e Juan sozinhos. Esse problema passa pelo dinamismo de Denilson e Ganso. O primeiro precisa ser mais ágil na compactação para auxiliar os laterais dando cobertura, o mesmo serve para Ganso, o meia precisa colaborar mais na parte defensiva, ou sempre o setor defensivo tricolor estará sobrecarregado.

O time do Sâo Paulo parece um time da década de 90, com muita posse, bons passes, mas falta velocidade, força física para o elenco.

E assim o Corinthians que acumula tudo o que falta no São Paulo sobrou no restante do primeiro tempo.

Com o início da segunda etapa, Ney tentou arrumar o próprio erro e sacou Douglas e Ganso para colocar Wellington e Aloisio, deslocando Rodrigo Caio para a direita. O time ganhou mais mobilidade e ainda contou com um frangaço de Cassio para empatar a partida ainda no começo da etapa complementar.

O gol foi suficiente para incendiar o time do Morumbi por alguns minutos que tentou na vontade arrancar o segundo tempo, mas Weelington resolveu colaborar sem querer. Em uma entrada duríssima, o volante tricolor tirou Douglas da partida e obrigou Tite a mandar Renato Augusto para o jogo.

O meia trouxe de novo, o domínio ao time do Corinthians que passou a atuar com volume de jogo novamente pelos flancos, enquanto o São Paulo se lançava ao ataque desorganizadamente. Resultado, em belo lançamento, Renato Augusto dominou a bola e encobriu Rogério Ceni, marcando um golaço.

Renato contou que tinha percebido durante o jogo, o quanto o goleiro adversário estava jogando adiantado.

No final, o resultado manteve a chance para o São Paulo, já que o Corinthians poderia ter terminado com um placar mais elástico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s