Pitacos: A bipolaridade de uma caixinha de surpresas.


Imagem

Galera do blog, ontem eu acompanhei a derrota do São Paulo para o Atlético-GO por 4×3.

Mais uma vez, serei repetitivo e direi que o jogo foi o resumo do que tem sido o time nesse ano. Um time bipolar, completamente desorganizado que oscila bons jogos, com atuações vexatórias.

O primeiro tempo de ontem ficou dentro do cenário vexatório. O time até começou com boas trocas de bola e maior posse da redonda, mas bastou uma bola parada para o Atlético desmoronar o castelo de areia tricolor.

Edson Silva trombou nos próprios companheiros, Tolói chegou atrasado e a bola sobrou livre para Marino abrir o marcador. Gol que ainda teve a ajuda de Dênis que não teve força para rebater a bola para longe.

A partir daí, a apatia baixou sobre o time, a falta de confiança e a desorganização tática que ainda existe no time foi fator dominante sobre o elenco. Todos queriam subir e resolver a partida. Resultado, o time goiano soube aproveitar e terminou o primeiro tempo com uma vantagem assombrosa de 4×1.

Independente do pênalti inexistente que foi marcado, a postura do time durante o primeiro tempo é inconcebível para um time grande.

Veio o segundo tempo e Ney Franco decidiu tirar Edson Silva e Douglas, ambos amarelados. Nos seus lugares entraram Rodrigo Caio e Casemiro, trazendo o time de novo para o 4-4-2 e ter um lateral mais marcador. Casemiro entrou muito bem na partida e ao que tudo indica um sentimento de vergonha também baixou na equipe, que resolveu correr um pouco mais.

 

O resultado foi o time conseguir 2×0 no segundo tempo e diminuir a tragédia que se desenhava no primeiro tempo. Jádson de pênalti e Tolói em um golaço de fora da área levaram o tricolor a acreditar no empate, que até ficou perto, mas no final a derrota por 4×3.

 

O problema da derrota não foi pelo resultado ou pelo adversário, apesar de que o normal seria a vitória, o problema foi a postura no primeiro tempo. É nítido que esse time perdeu tempo demais, insistindo na “ausência de tática”, Ney terá muito trabalho para organizar esse time, enquanto isso, todo jogo do São Paulo seguirá a máxima do futebol será “uma caixinha de surpresas”.

 

 

Anúncios

4 respostas em “Pitacos: A bipolaridade de uma caixinha de surpresas.

  1. Você se importaria em divulgar esse meu blog quando for postar aquele seu campeonato de palpites? Nem por mim, mas para deixar o jogo divertido. Quanto mais gente melhor. E vc sabe que no começo é dificil ganhar visitas! hehehe

  2. Cara n sei se vc lembra de mim. Em 2009 eu possui o blog News of SPFC. Lembra? Agente tinha uma parceria e tal. Eu acabei deixando o blog, mas agora estou criando um outro, com o mesmo tópico de futebol só que com uma proposta mais divertida. O nome é Blog da Trave e tem como base um jogo onde você tem que adivinhar quem vai mandar a bola na trave em cada jogo. Diferente né?

    http://www.blogdatrave.blogspot.com

    Dá uma entrada pelos velhos tempos hahauhauua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s