Pitacos: A “sorte” que acompanha os competentes.


Galera, ontem foi dia de acompanhar ao primeiro jogo da final da Libertadores.

E foi como todos sabiam, jogo amarrado, com duas equipes que se postam de maneira defensiva e decidido em detalhes.

O primeiro tempo foi pegado, mas com poucas chances, apenas um bom chute de Paulinho defendido por Orion e um voleio incrível de Santiago Silva que explodiu em Alessandro.

No segundo tempo, houve uma pane no time paulista que parou de marcar com a mesma consistência que lhe foi característica e o Boca cresceu, dominou a partida, mas só abriu o marcador aos 27 minutos com Roncaglia depois de um bate rebate na área corintiana.

E aí apareceu o imponderável, a famosa “sorte de campeão”, Romarinho que tinha acabado de entrar na partida, recebeu um belíssimo passe de Sheik e deu um toque sutil para marcar um belo gol e empatar a partida. Detalhe que a jogada começou após Paulinho roubar a bola de Riquelme.

O jogo terminou empatado. Para o Corinthians, pelo o jogo foi uma vitória. Não seria injusto, se o Boca tivesse vencido por 2×0 tamanho o domínio no segundo tempo. Mas o que fica de lição para o jogo de volta, foi a pane de vários jogadores alvinegros, Ralf foi ausente na partida, assim como Alex e o Sr. Libertadores Danilo. Liédson não entrou bem.

Em compensação, Alessandro provou que sempre corresponde nos jogos mais cruciais, Castan fez um partidaço, Paulinho não foi tão brilhante, mas importante para superar a “ausência” de Ralf. E Romarinho que por enquanto, ganha status de um novo Tupãzinho, o eterno talismã.

O Corinthians deu um passo enorme rumo ao primeiro título, mas o mais importante foi ver que aquela famosa sorte de campeão está acompanhando o time. Acompanhou no primeiro jogo, quando o time jogava mal e Ralf achou um gol de empate, estava presente na cabeça de Diego Souza que ficou indeciso e deixou Cássio fazer uma defesa monstruosa e esteve ontem na Bombonera.

Agora só falta um jogo.

Só para complementar, ontem acompanhei Portugal e Espanha, sem dúvida o melhor jogo da Euro até agora. Portugal foi valente, jogo de igual para igual com a Espanha e marcou a Espanha de maneira incrível, foi uma pena a eliminação dos lusos, mas não injusta.

Anúncios

Uma resposta em “Pitacos: A “sorte” que acompanha os competentes.

  1. Pingback: A arte de secar!! « Revista Offline

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s