Quando a corda é bem feita, dá até vontade de se enforcar…

Confesso que foi difícil digerir e acreditar em tudo que Mano disse no Sportv ontem.

Acreditar eu não acreditei mesmo. Mas não achei que ele teria coragem de dizer tanta bobagem ou pensar que todo mundo é idiota menos ele.

Primeiro por ter escolhido a Globo para explicar o inexplicável sobre a recusa do bafômetro. Aproveitou que a emissora é cabide nessa horas, não questiona nada, deixa o treinador falar o que quiser e pronto. Não é uma critica a Globo, é apenas uma constatação, não vejo problemas deles adotarem esse método, o problema é dos alienados que não percebem.

Não percebem, porque a Globo é bem esperta, ao adotar o silêncio nessas entrevistas, ela permite que o entrevistado se sinta seguro e fale tranquilamente e é aí que as pessoas se entregam.

Mano ontem, consegui “se enforcar” sozinho.

Primeiro para justificar seus critérios na escolha de seus jogadores.

Disse que Ronaldinho está sendo convocado pelo que fez na seleção. E Kaká e Robinho não estão indo, exatamente pelo mesmo motivo, por aquilo que não fizeram. Aí eu me pergunto, o que Ronaldinho fez na seleção? Com exceção da sua estréia no profissional contra a Venezuela, e o jogo contra a Inglaterra em 2002, não lembro mais de Ronaldinho ter jogado.

Agora, Kaká foi um dos poucos que se salvaram em 2010. E apesar de não estar 100% fisicamente, sua presença seria excelente para “proteger” Ganso. A experiência do meia e sua boa índole seriam importantes para Ganso se sentir a vontade com a responsabilidade de comandar a seleção.

E Robinho? O treinador convocou o jogador durante vários jogos. Se Mano, não gostava do que via em Robinho pela seleção porque manteve?

Depois foi o golpe mais duro. Mano disse que não vê problema na seleção não estar pronta. E ainda exemplificou que em 1982, todo o planejamento feito foi por terra, já que o Brasil não ganhou nada. E que em 2002, o time foi montado as pressas e venceu. Ou seja, Mano pode continuar brincando de montar seleção que não tem problema.

Ele aproveitou até para alfinetar aquele que deverá assumir seu lugar na seleção. Ao cutucar a seleção de 2002, ele quis cutucar Felipão.

Para finalizar, Mano disse que o time ideal estará pronto na Copa das Confederações.

Pronto, Mano deu todos os sinais de que o desespero chegou. Mesmo sabendo que a obsessão brasileira é a Olimpíada, o técnico pediu mais tempo, como se tivesse chegado ontem na seleção.

Sinceramente, nesse pouco tempo que me entendo por gente e acompanho o futebol não me lembro de ter visto um treinador tão covarde dirigindo a seleção. Só não enxerga quem não quer.

Anúncios

Pitacos: Os jogos que não foram para a nossa alegria…

Ontem o dia começou com o jogo entre Barcelona e Milan e terminou com Olimpia e Flamengo, passando pelos jogos de Corinthians e Palmeiras.

Eu acho que a transmissão na Tv aberta do clássico europeu afetou o rumo da partida, pois o jogo ficou abaixo do esperado, principalmente porque o Milan foi muito eficaz em não deixar o Barcelona jogar.

Não me venham com aquela história que foi o Barça que esteve em tarde infeliz! Vamos respeitar a atuação rossonera. O Milan conseguiu a duras penas segurar a máquina Barcelona.

Vai agüentar no Camp Nou? Duvido. Já faltou pernas para o time no final do jogo, na Catalunha, acho impossível o time ter êxito nos 90 minutos novamente. A chance do Milan é ser perfeito nas chances que tiver.

Mas agora vou falar uma coisa para vocês, o time que terminou jogando pelo Milan tem no máximo três jogadores que seriam titulares nos grandes clubes brasileiros.

Depois foi a vez de acompanhar quase que simultaneamente a pasmaceira dos nossos estaduais e o Flamengo na Libertadores. Logicamente que o jogo do Flamengo me atraia mais.

Primeiro por constatar que Ronaldinho sempre foi e sempre será coadjuvante, nunca teve atuação de destaque quando a responsabilidade do time era somente dele, para não ser tão chato, apenas naquele famoso jogo em Madri que ele saiu aplaudido que ele assumiu mesmo a bronca.

Ronaldinho só jogou bola quando Botinelli entrou para dividir a criação do time. Em compensação Love está carregando o time nas costas, tem jogado muito, sem exagero nenhum, ele merece uma chance na seleção.

Outro caso curioso é Willians, de volante marcador que todo mundo queria na frente da zaga, passou a jogador pesado de pegada fraca, completamente tosco. No final, o Flamengo perdeu por 3×2 para o Olimpia e terá enormes dificuldades de passar da primeira fase. Depende somente dele, o que torna “mais difícil” as coisas.

Nos animadíssimos estaduais, os confrontos de Palmeiras e Corinthians terminaram com a vitória de 1×0. Tradicional para o time corintiano, curiosa pelo lado palmeirense, já que o gol não teve participação nem de Marcos Assunção, nem de Barcos, foi jogada individual de João Vitor.

No fim, vários jogos, mas nenhum empolgante, vamos ver se o fim de semana guarda algum jogo mais divertido.

Rapidinhas do Camisa 10 – 28.03.2012

“Os manos pira num gringo.” Após saber que Tevez está se “acostumando” com Manchester, o bando de loucos resolveu usar a mesma estratégia Montiliana para seduzir outro gringo. A bola da vez é Loco Abreu, o Corinthians tenta convencer Loco que lá ele terá um bando de loucos gritando seu nome.

Lógica dantesca. E a punição escolhida para as torcidas uniformizadas foi a proibição de entrar nos estádios. Mas, até onde eu lembro eles brigaram na rua, pela lógica deveriam ser proibidos de andar pelas ruas de São Paulo. Ou pelo menos, nunca mais andarem na avenida Inajar de Souza.

Medalha de honra. Ainda sobre esse assunto, pelo menos os pais que tiverem filhos filiados na Mancha Verde podem ficar tranquilos, a torcida adquiriu 16 covas no cemitério do Jaraguá para seu “heróicos” torcedores, duas já foram preenchidas na batalha de domingo, ainda restam 14. Um completo absurdo.

A volta dos renegados Jóbson voltou e já fez gol, Carlos Alberto foi reintegrado ao Vasco e parece estar com vontade. Adriano disse que só espera Ronaldinho e Fabio Costa voltarem a jogar futebol para que ele possa retornar também.

Se a moda pega… Na Alemanha, a torcida do Magdeburg preocupada com o jejum de gols do time resolveu dar uma forcinha. Ao invés dos tradicionais gritos de torcida, cada torcedor carregava uma seta que ajudava os atacante a visualizarem aonde ficava o gol. Liédson, Alecsandro e Fernando Torres já solicitaram as suas torcidas. Confiram

Pedindo ajuda para o inimigo Foi praticamente um remake de Encontros e Desencontros de Copolla no Arena Sportv. Estou falando da participação de Chen Zhi Zhao, o Zizao, e seu tradutor no programa. Zizao parecia se sair melhor do seu tradutor que traduzia frases como “Ele acha pensamento dele conseguir jogar” sobre uma pergunta sobre usar a imagem dele para o marketing do Corinthians.

Despedida animal. O Vasco irá fazer uma merecida homenagem para Edmundo. E no pouco tempo que ele treinou, para melhorar sua forma para a despedida, todos tiveram uma certeza. É melhor contar com o Edmundo por um ano nessa forma do que com Alecsandro tinindo. Edmundo é craque, foi o melhor jogador do mundo em 1997. E mostra que quem sabe, não esquece.

Estaduais em alta. Além de toda a audiência pífia da TV, das reclamações de dirigentes, inclusive o Grêmio dizendo que não disputará o gaúcho em 2013, o presidente do Botafogo resolveu mostrar que ainda acredita nos estaduais. Segundo ele, “um amistoso nos EUA é melhor que cinco jogos do Carioca”.. Falta muito pro Brasileirão?

Espero que seja exagero. Pep Guardiola disse que o Barcelona deve se preparar para momentos difíceis. Acho que ele estava falando do péssimo resultado do Barça no fim de semana, uma vitoria por apenas 2×0 sobre o Mallorca, com Messi fazendo apenas um gol.

Gramados com oito lados Nessa onda de MMA pelo mundo, decidam quem merece o prêmio de melhor jogador de MMA: Chicão por seu carinho em Barcos, Leo Carioca por sua gentileza em Kleber Gladiador, ou Souza do Chapecoense por seu afago em Heber do Figueirense. Deixem seus votos!!

Ele tem toda a razão. De Mauro Beting, no ‘Lance’: “Louco não é o Bielsa. Maluco é quem não o reconhece como um dos maiores do mundo há mais de 15 anos. O que ele está fazendo no Atlético de Bilbao é coisa de louco, com o perdão da expressão. Um Barça genérico. Com novo perdão.” Na mosca.

Dúvida da semana… Quem será o primeiro jogador alvinegro que Adriano denunciará como participantes da suas amadas noitadas: Liedson, Jorge Henrique, Douglas ou Chicão. Pela amabilidade do treinador, fico com o ex-capitão e jogador de poquer.

Homenagem… Chico Anysio merece uma homenagem do tamanho do seu talento para o humor e sua capacidade de criar tantos personagens que cairam na graça do público. E aí, uma celébre frase dele que merece ser entendida com carinho: “Você muda de mulher e não é vira-leito. Você muda de rua e não é vira-placa. Você muda de fé e não é vira-cruz. Quando muda de time, é vira-casaca. Por quê?”

Sem fazer encenação e injustiçar ninguém, faça o seu palpite!!

Galera, hoje é o dia mundial do Teatro. Entre os aniversariantes, temos Xuxa (49), Quentin Tarantino (49), e se ainda estivessem entre nós, Renato Russo completaria 52 anos e Barbosa, goleiro na Copa de 50 e o jogador mais injustiçado da nossa história faria 91 anos. No futebol, destaque para o 100º de Rogério Ceni que completa um ano hoje, gol marcado na vitória contra o Corinthians por 2×1.

Confira a pontuação dessa rodada:
1º Thiago – 240 pts
2º Wallace – 185 pts
3º Wagner – 180 pts
4º Cadê Meu Camisa 10? / Socrat – 170 pts
5º André Russo – 165 pts
6º Rodrigo – 130 pts

Diante dessas atuações incríveis de Thiago e Andre Russo disparam na disputa deste mês, com Thiago liderando com 685 pontos.

Confira abaixo os três primeiros na classificação geral:
01º Thiago – 1480 pontos
02º Cadê Meu Camisa 10? – 1335 pontos
03º Andre Russo – 1065 pontos

Clique aqui para conferir os resultados da rodada anterior.

Seguem os jogos a serem palpitados:
Quarta, 28 de Março de 2012
15h45 Milan(ITA) 0x0 Barcelona(ESP) – Champions League
15h45 Olympique 0x2 Bayern Munique – Champions League
22h00 Olimpia(PAR) 3×2 Flamengo – Libertadores
22h00 Lajeadense 0x0 Internacional – Gaúcho
22h00 Paulista 0x1 Palmeiras – Paulista

Quinta, 29 de Março de 2012
22h00 Zamora(VEN) 0x1 Fluminense – Libertadores

Sábado, 31 de Março de 2012
17h00 Boa 0x2 Cruzeiro – Mineiro

Domingo, 01 de Abril de 2012
10h00 Juventus 3×0 Napoli – Italiano
11h30 Coroado 1×0 100 Maldade – Copa Kaiser SP (Zona Leste)
16h00 Pelotas 1×0 Grêmio – Gaúcho
16h00 Oeste 0x3 Corinthians – Paulista
16h00 Portuguesa 0x2 Santos – Paulista
18h30 Ituano 2×4 São Paulo – Paulista
18h30 Fluminense 1×1 Botafogo – Carioca
19h00 Estudiantes 0x3 Boca Juniors – Argentino

Pitacos: Entre apagões a apagados.

Galera do blog, ontem acompanhei o clássico paulista, o jogo do meu tricolor e Colônia e Dortmund pelo campeonato alemão. Vamos nos concentrar no clássico.

O clássico pode ser dividido em 4 atos.

1º ato: Domínio alviverde. Durante os primeiros 30 minutos de jogo, o Palmeiras dominou as ações e conseguiu evitar a famosa pressão inicial do Corinthians. O time conseguiu ganhar o meio de campo e partir para cima do Corinthians. Além disso, contou com a sorte no chute de Assunção. Sorte por ter sido ele que chutou livre de marcação, sorte por ter desviado em Castan e sorte por ter Julio Cesar na meta adversária.

Com o gol, o Palmeiras jogou da forma que gosta na retranca. Os comandados de Felipão não davam espaços para a criação corintiana que ao invés de seu tradicional jogo de troca de passes na frente do gol, optou por ficar alçando bolas aéreas que batiam e voltavam. O Palmeiras recuava, mas não era assustado pelo adversário e dominava o primeiro tempo.

2º ato: O “Se” que não entra em campo. Eis que aos 35 minutos, em um jogo quente, onde Liédson já tinha exagerado no pé alto e merecidamente havia recebido cartão amarelo, Chicão dá uma entrada criminosa em Barcos, acertando o tornozelo adversário sem o menor intuito de acertar a bola. Para mim, vermelho sem conversa, mas o juiz preferiu deixar para lá e dar apenas um amarelo para o zagueiro, o que depois fez o juiz ser condescendente com Marcio Araujo que também seria ao decorrer da partida merecedor do vermelho.

Mas como o se não entra em campo. Chicão e Marcio Araujo continuaram em campo até o final do primeiro tempo. E eles teriam seus papéis de destaque na segunda etapa.

3º ato: Cochilo palmeirense e Liedson fundamental. Veio o segundo tempo, mas o Palmeiras pareceu ter ficado no vestiário. Aquela pressão que o time tinha abafado no primeiro tempo, o time deixou tomar no segundo. O Corinthians partiu contudo para cima e conseguiu dois gols em 6 minutos, em lances de pane do sistema defensivo palmeirense.

Tem atacante que passa por fases tão desagradáveis que nada ajuda, mas esse não é o caso de Liédson. O Levezinho mesmo na seca de 13 partidas vem sendo fundamental para o time e mostrando porque todos ainda confiam nele. Além de assistências prestadas no ano, no clássico, ele estava na jogada dos dois gols.

Foi a partir de um toque dele, que a bola tocou em Marcio Araujo e sobrou para Paulinho encher o pé e empatar a partida. E foi a presença dele no segundo gol, que fez Marcio Araujo tentar tirar a bola e colocar contra o próprio patrimônio. O próprio Marcio Araujo que era para ter sido expulso no primeiro tempo, caso Chicão também fosse.

4º ato: O resto do jogo. Apesar da palavra resto parecer depreciativa, depois de tudo que aconteceu nos 60 minutos iniciais, os 30 finais foram apenas complemento. E aí, devido a vantagem no placar, o Corinthians soube se impor e só não ampliou a partida devido a Síndrome de Tite. Onde o time até cria várias oportunidades, mas parece condenado a vencer por apenas um gol de vantagem.

Pelo lado corintiano, fica a certeza de que Chicão é importante para o time, enquanto Castan e Julio Cesar assustam, Edenilson um achado na direita, e Fabio Santos tem atuado bem na esquerda. Ralf e Paulinho dispensam comentários. Do meio para frente, apenas a ressalva de que Sheik merece titular e que JH é titular muito mais pelo psicológico do que pelo futebol.

No lado alviverde, a pane atrapalha maiores análises, mas excluindo os 15 minutos iniciais do primeiro tempo. O Palmeiras tem uma defesa sólida e um bom lateral esquerda, porém arrumou um problema na direita, Cicinho era o titular absoluto, mas as boas e pontuais exibições de Artur, criaram uma dúvida na posição e hoje nem um, nem o outro estão bem. No meio, Marcio Araujo é um esforçado primeiro volante, Pierre deveria estar aqui e como faz falta. Na frente, Barcos foi peça nula, mas o centroavante argentino precisa de seu companheiro para jogar e aí foi a maior decepção do clássico, Maikon Leite não apareceu em campo, sobrecarregou Valdivia na armação e fez com que Barcos pouco aparecesse para o jogo.

E foi por causa desse resultado que temos um novo líder, o São Paulo que venceu por 1×0 o Mirassol. O tricolor foi superior e criou boas jogadas, mas parou na violência do adversário ou na falta de capricho para a finalização. O time do interior abusou do direito de fazer falta e o juiz só queria saber de conversa. O time vai ganhando mais conjunto, mas ainda não está “azeitado”, promete dar trabalho no mata-mata, porque Lucas está em ótima fase.

Apenas para fechar, abri meu domingo assistindo a Colônia e Dortmund. Achei engraçado, como um jogo do campeonato alemão, a bola rola mais do que nos jogos aqui no Brasil. Os times deixam o outro jogar, a falta é recurso apenas quando não tem outro jeito. O Dortmund tem tudo para se sagrar campeão na Alemanha, mesmo tendo o Bayern no campeonato. E o Colônia se não tivesse Podolski podia ter certeza que estaria na segundona. Ah, o placar final 4×1 para o Dortmund.

Que Oscar jogue onde quiser, mas que as pessoas respeitem os contratos!!

Galera trago um texto do blog do Fernando Sampaio que acredito ter sido o melhor a resumir o caso Oscar/São Paulo.

Não coloco o Inter nessa relação, pois o clube foi “mero” receptador. Espero que as pessoas, não enxerguem o caso sob um olhar miúdo, um olhar clubístico e vejam como essa decisão pode alterar as relações entre clube-jogador. Principalmente na defesa do clube formador. Confiram abaixo o ótimo texto…

Por Fernando Sampaio
Há um mês, os desembargadores da 16ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo deram provimento ao recurso do SPFC por unanimidade, corrigindo a sentença da juíza Eumara Nogueira Borges Lyra Pimenta, da 40ª Vara do Trabalho de São Paulo.

A decisão havia sido realmente ridícula.

O resultado de 3×0 comprovou a falta de embasamento.

Apesar da decisão, Oscar continuou no Internacional. Claro, faltava o TRT esclarecer que a CBF deveria resgitrar o meia como atleta do SPFC. Esta semana saiu o esclarecimento. A CBF resgitrou Oscar como atleta do São Paulo. Agora ou Oscar volta, ou paga a multa.

A tentativa de calote, sair sem pagar e não cumprir o contrato, fracassou.

Cabe recurso? Sim, Oscar pode recorrer a Brasília. Mas enquanto a decisão não sair, ele estará resgistrado no SPFC, e a chance de mudar uma decisão de 3×0, é pequena.

A sentença não é uma vitória isolada do São Paulo. É uma vitória da do futebol brasileiro. A decisão dá garantias aos clubes e investidores. Moraliza o mercado. Fecha as portas aos espertalhões que vivem procurando atalhos para lesar os clubes, principalmente os clubes formadores. Oscar foi mal orientado. Pagou o preço.

Oscar voltará ao São Paulo? Não acredito, mas isso também não importa.

O mais importante nesta decisão é que os tempos mudaram. Acabou aquela jogada de cair fora dando o calote no clube. Com certeza o jogador continuará escolhendo o clube, como nós escolhemos nossas empresas. Ninguém é obrigado a trabalhar onde não quer. Isso é óbvio, mas se existe multa recisória no contrato, tem que pagar. Calote pega mal.

Imagine se isso acontece com grandes executivos do mercado empresarial.

Ridículo, só mesmo no futebol brasileiro.

Antes de mais nada é preciso esclarecer que o Internacional não é parte envolvida. O clube sabia da situação, mas não deve nada. Caso queira ficar com o atleta aí sim terá de pagar R$ 10 milhões ao São Paulo. Acho um bom negócio para o Colorado.

Chapéu não colou.