Pitacos: Qualidade tem, mas falta organizar tudo isso…

Galera do blog, ontem apesar de estar rodeado de clássicos fiquei preso ao jogo entre Bragantino e São Paulo.

E o São Paulo começou como manda o figurino, pressionando o adversário mesmo com vários desfalques. Porém essa pressão, não resultava em chances claras. Ora por falta de raciocínio de Fernandinho, ora por falta de um centroavante de ofício (Cícero jogou improvisado nessa função).

E no primeiro ataque do Bragantino, uma falha geral no sistema defensivo e o centroavante Giancarlo apareceu sozinho dentro da pequena área e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O gol não mudou o panorama do jogo, o São Paulo continuou com amplo domínio, mas não criava chances de gol. Nesse momento, a posse de bola chegava a mais de 70% a favor do tricolor. E novamente, o Bragantino acertou um rápido contra-ataque e ampliou o marcador e nova falha de comunicação defensiva.

A derrota parecia inevitável, já que o São Paulo não conseguia criar nada e o Bragantino parecia muito bem postado. Mas, aí em um lance de talento Cícero lançou Jádson que saiu na cara do goleiro e ao tentar fintar valorizou o contato e cavou pênalti a favor do São Paulo. Na minha opinião, o goleiro até tentou evitar o choque, mas não conseguiu e foi o suficiente para tirar Jádson da jogada.

Pênalti que Jádson resolveu assumir a responsabilidade e acertar dessa vez, diminuindo o placar e dando novo ânimo para o tricolor. O gol fez o São Paulo começa a criar oportunidades reais, na primeira Cícero desperdiçou, na segunda ele apareceu no segundo pau e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Era o empate do São Paulo.

O empate deixou o jogo franco e as chances eram claras para os dois lados. No São Paulo graça ao talento, no Bragantino pela falta de disciplina tática do time são paulino.

O segundo tempo começou e o São Paulo continuou em cima, tentando a virada no talento. E chegou em um chute de longa distância, Cícero bateu firme e venceu o goleiro do Braga. Parecia que o São Paulo conseguiria a tranquilidade necessária e construiria o placar favorável. Parecia. Em bola perdida por Piris, o Bragantino chegou ao empate com menos de um minuto.

Daí pra frente o que se viu, foi uma série de lances perigosos para os dois lados. Mas sem perdidos por falta de capricho no lance final.

Para o São Paulo fica a sensação que o time possui muita qualidade, mas precisa se acertar taticamente, principalmente na parte defensiva. E isso não restringe apenas a dupla de defesa, mas todo o sistema defensivo, fica difícil colocar a culpa apenas na zaga se laterais e volantes não compõem a defesa como deveria.

Individualmente, Jadson fez sua melhor partida. Cortez e Fernandinho mantem seus padrões de atuação. O lateral não sentiu o peso da camisa e vai se destacando, enquanto o atacante insiste na mesma jogada com falta de inteligência.

P.S.: Para quem não viu, por favor vejam o gol perdido por Deivid. Rídiculo!!

Anúncios