Pitacos: Nada de TolimaDay#


Nada de #TolimaDay.

Ontem, os times brasileiros superaram a pré-libertadores e avançaram para a fase de grupos.

O Flamengo precisava de uma simples vitória diante do “temido” Real Potosí. E parece que o distintivo similar ao do Real Madrid inspirou Ronaldinho. O camisa 10 teve boa atuação e comandou o Flamengo na vitória por 2×0.

Além dele, Léo Moura e Botinelli também foram fundamentais para o resultado. Aliás, o argentino parece viver seu melhor momento no rubro negro. Vem jogando muito bola e será fundamental para suprir a ausência de Thiago Neves, dividindo a responsabilidade de criação com Gaúcho.

O Flamengo avança para a próxima fase, sem saber se o “pofessor” continua. O time do Flamengo me surpreendeu ontem, não esperava que o time jogasse bem, tinha certeza que passaria, mas não imaginava que tivesse uma boa atuação.

O momento é propício para que o grupo se feche na busca de um propósito e torne-se um forte candidato ao título da Libertadores. Mas, para isso é necessário atitude genuína da diretoria para resolver os fantasmas que assombram a Gávea.

Ao mesmo tempo em que o Flamengo batia o Real Potosi, o Internacional tinha um verdadeiro jogo de Libertadores contra o Once Caldas.

A tarefa era complicada, o Colorado tinha vencido pelo placar mínimo no Beira Rio. Teria que enfrentar a altitude e um bom time para seguir adiante.

Tudo ficou ainda pior, quando logo no primeiro minuto Nei cometeu pênalti infantil. Na cobrança, Nunez abriu o marcador e acabou com a vantagem conquistada pelo Inter. Mas, foram preciso apenas 10 minutos para D’Alessandro mostrar porque valeu todo o investimento feito pelos gaúchos para mantê-lo no elenco. Em ótima jogada criada por ele, Oscar foi derrubado dentro da área. Na cobrança, D’Ale fuzilou e empatou a partida.

Com o gol, o Inter mostrou porque é um dos favoritos ao título da Liberta, jogou como gente grande na casa do adversário D’Alessandro e Oscar pareciam se multiplicar em campo. Foi com eles também, que o Inter chegou a virada. Após boa tabela da dupla, Tinga recebeu livre e só teve o trabalho de empurrar para as redes. Contudo, três minutos depois, outra bobeira defensiva e o Once Caldas empatou a partida.

Daí para frente, foram uma sucessão de gols perdidos dos dois lados. O domínio do jogo foi do Inter. D’Alessandro está no auge do seu futebol. É impressionante como o argentino está voando. Oscar tem feito uma dupla formidável com ele. Só falta Damião entrar no mesmo ritmo deles. Quando isso acontecer, será difícil segurar o Internacional.

Ainda bem que ontem não tivemos mais um TolimaDay.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s