Rapidinhas do Camisa 10 – 29.02.2012

Entre a granja e a esperança. Enquanto Júlio Cesar coleciona mais um franguinho para sua coleção, o garoto Diego Alves (Valencia) tem a incrível marca de defender 11 dos 17 pênaltis que teve contra. Sendo um deles, de Messi. O garoto surgiu no Galo.

Que Bósnia, hein. Aliás, falando em franguinho, no clássico BBB, o Brasil surpreendeu pressionando o adversário e abrindo logo o marcador com Marcelo, mas depois do pássaro bósnio digerido por Júlio Cesar, era melhor procurar por mais um episódio repetido do Chaves.

Toda a coerência… para o Mano dos Manos, depois de deixar no ar que era melhor Lucas forçar o amarelo, o treinador mostrou porque queria tanto o meia do São Paulo. Lucas jogou por “longos 10 minutos”.

O ataque é a melhor defesa. É com esse lema que Tite embala seu Corinthians, o time tem a pior média de ataque entre todas as divisões de São Paulo e entre todas as primeiras divisões estaduais. São apenas 13 gols em 10 jogos.

O ataque é a pior defesa. Já esse é o lema de Leão no tricolor, depois de 10 jogos, os comandados do rei da selva, já sofreram 14 gols, a pior defesa dos últimos 10 anos. JJ começa a pensar em cortar a água no CT, para ver se dá algum resultado.

Isso sim é “pojeto”. Luxemburgo já começou a todo vapor no Grêmio, em sua estréia em campo, eliminação nos pênaltis para o Caxias. E a culpa já sobrou para os jogadores. Isso é “pofexo”!!

Sinceridade máxima. De José Roberto Torero, na ‘Folha’: “Os presidentes de federações e de clubes são urubus covardes. Só atacarão Teixeira quando ele for um cadáver sem poder.”

Lamentável. É questão de tempo, para que Sheik e Diguinho sejam condenados pelo crime de lavagem de dinheiro. Nada contra os dois jogadores, mas merecem muito pagar pelo crime cometido. E com certeza, eles servirão para trazer à tona um time inteiro.

Piada pronta. O Corinthians confirmou Chen Zhi Zhao no elenco e já pediu para Nike produzir uma camisa diferenciada para ele, o patrocinador principal deve ser um pouco menor na camisa do “China”. Apenas por uma questão de coerência….

Meu reino encantado. Pelo visto, a próxima grande jogada de Ronaldinho no Flamengo é colocar a faixa de presidente em… Assis.. seu irmão.. Na verdade, do jeito que está, está ótimo, ele manda sempre, mas na hora de cobrar, cobram a “presidenta”.

Papagaio expiatório. Ricardo Teixeira conseguiu tudo que queria, Sanchez está conseguindo virar um ótimo para-raio com suas bobagens. Suas discussões com Leão, seus apelos a Deus para a permanência de Ricardo Teixeira fazem muitas pessoas esquecerem realmente quem é o principal foco na CBF. Melhor papagaio de pirata, impossível.

Craque também se faz com números. Neymar com apenas 20 anos, já é o 5º maior artilheiro do Santos na era pós Pelé. Faltam apenas 17 gols para ele se tornar o maior após a trupe fantástica.

Dúvida da semana. No clima do Oscar, todo mundo quer saber “Quem vai ficar com Carlos Alberto?”

Anúncios

Por pouco que esse palpitando, não acontece só de 4 em 4 anos!!

Galera esse é o primeiro palpitando em ano bissexto. Hoje é aniversário dos craques Dino Zoff e Sepp Maier, além do lendário volante Amaral (ex-Palmeiras). Também é aniversário de 108 anos do Benfica de Portugal.

Confira a pontuação dessa rodada:
1º Rodrigo – 145 pts
2º Cadê Meu Camisa 10? – 105 pts
3º Thiago / André Russo – 100 pts
4º Wallace – 90 pts

O mês de Fevereiro foi vencido pelo blogueiro mais querido de vocês chegando ao 540 pontos.

Confira abaixo os três primeiros na classificação geral:
01º Thiago – 795 pontos
02º Cadê Meu Camisa 10? – 750 pontos
03º Wagner – 595 pontos

Clique aqui para conferir os resultados da rodada anterior.

Seguem os jogos a serem palpitados:
Quarta, 29 de Fevereiro de 2012
19h30 Guarani 0x2 Santos – Paulista
19h30 Americano 2×4 Botafogo – Carioca
22h00 Linense 1×3 Palmeiras – Paulista
22h00 Caxias 1×1 Novo Hamburgo – Final do 1º turno do Gaúcho

Sexta, 02 de Março de 2012
17h15 Benfica 2×3 Porto – Português

Sábado, 03 de Março de 2012
09h45 Liverpool 1×2 Arsenal – Inglês
11h30 Bayer Leverkusen 2×0 Bayern Munique – Alemão
17h00 Bahia de Feira 3×0 Juazeirense – Baiano

Domingo, 04 de Março de 2012
13h00 Sevilla 1×2 Atlético de Madri – Espanhol
16h00 Olaria 0x2 Vasco – Carioca
16h00 Santos 1×0 Corinthians – Paulista
17h00 Criciúma 0x2 Avaí – Catarinense
17h00 San Lorenzo 0x2 Boca Juniors – Argentino
18h30 XV de Piracicaba 0x1 São Paulo – Paulista
18h30 Duque de Caxias 1×2 Flamengo – Carioca

Pitacos: Um clássico de surpresas e obviedades..

Para os palmeirenses o jogo foi uma surpresa.

Para os são paulinos, uma repetição.

Dessa forma, pode ser definido o eletrizante clássico que terminou empatado em 3×3.

Para o Palmeiras uma surpresa, porque não é normal o time de Felipão tomar três gols. Assim como o time não tem por característica jogar ofensivamente como ontem. Outra surpresa alviverde foi o time marcar três gols e nenhum deles ter a participação de Marcos Assunção.

Surpresa a boa atuação de Juninho e João Vitor e a má atuação de Assunção e Cicinho.

O que não foi surpresa para os palestrinos foi mais uma vez a boa atuação de Daniel Carvalho e Barcos. O primeiro mostra que se conseguir entrar em forma será peça-chave do time e o segundo mostra que os 27 gols serão tranqüilos de fazer.

Para o São Paulo, mais uma vez o time errou demais defensivamente e contou com lances individuais para resolver a partida. Com a individualidade de Lucas e Cortês e com a boa fase de Cicero e William Jose.

Mais uma vez, o time viu Piris, Casemiro, Denilson, Paulo Miranda e Rhodolfo baterem cabeça. O terceiro gol palmeirense é o típico lance do time que não se conhece ainda e tem treinado pouco posicionamento ou não aprende sobre posicionamento.

Desse quinteto defensivo, acredito que, entrosado e taticamente preparado, apenas Casemiro e Denilson saem para dar lugar a Wellington e Fabricio.

Mais uma vez, Jadson não teve atuação de destaque, contudo é apenas o primeiro mês dele e nítido que bola ele sabe jogar.

Mais uma vez também, Cortês mostra que é o melhor jogador do atual São Paulo. Assim como Lucas que cria várias jogadas, mas ainda precisa achar o melhor equilíbrio entre hora de tocar x hora de driblar.

No fim, o Palmeiras pelo primeiro tempo merecia a vitória. Mas no fim, o empate trouxe muita reflexão entre surpresas e “obviedades”.

Pitacos: Uma pequena pitacada no clássico italiano.

Um pouquinho de futebol internacional.

Acabei de assistir ao clássico italiano entre Milan e Juventus.

No primeiro tempo, um domínio absoluto do time rossonero. Com o meio de campo envolvente e com Robinho em ótima fase o time tomou conta das ações do jogo. Aliás, o Milan é um exemplo de que futebol se joga com os melhores jogadores. O time joga com três volantes no meio e nem por isso é “retranqueiro”. Van Bommel e Nocerino tem muita qualidade e fazem o time pressionar o adversário.

Ou seja, você pode jogar com quatro meias ou quatro volantes, desde que todos saibam jogar e colaborem na marcação.

E foi com Nocerino que o Milan abriu o placar. Em chute de longa distância, a bola desviou na zaga do Juventus e tirou completamente da jogada o goleirão Buffon.

Mesmo após o gol, o Milan continuou em cima e criando as melhores oportunidades. Chegando inclusive ao lance mais polêmico. Em cruzamento na área, Muntari testou forte, Buffon buscou a bola no fundo da rede, mas o bandeirinha mal posicionado não validou o gol, gerando polêmica e revivando a discussão de uso de tecnologia no futebol.

De qualquer forma, o Milan continuou dominando a partida e a Juventus pouco assustava.

Veio o segundo tempo e o Milan agredia pouco, mas quase não era agredido. Foi quando o técnico Conte da Juve, resolveu colocar Pepe e Matri. Os dois atacantes começaram a se destacar e a Vecchia Signora começou a criar oportunidades após os 20 minutos da segunda etapa.

A partir daí, parecia questão de tempo o gol da Juve, já que o time passou a pressionar muito, enquanto o Milan não acertava um contra ataque, e aos 37, Matri conseguiu empatar a partida e manter a invencibilidade da equipe de Turim no Calcio.

Foi o confronto do dois melhores times italianos. O Milan completo é melhor. As ausências de Seedorf, Ibrahimovic e Boateng fizeram muita falta para o time. Entre os brasileiros, Thiago Silva e Robinho fizeram boa partida. Pato fez apenas figuração.

Os gols que não fiz ao longo da história…

Depois de toda a barulheira feita por causa do gol perdido por Deivid. Resolvi fazer um post descompromissado, uma odisséia de gols perdidos.

Não só para acalmar o Deivid, mas para que os “peladeiros de fim de semana” não tenham vergonha do que aprontam nos campos deste Brasil imenso.

Esse primeiro é fresquinho, o esloveno Mirnes Sisic quase que simultaneamente a Deivid resolveu fazer mais bonito (ou mais feio) e embaixo da rede conseguiu carimbar o travessão. Veja abaixo:

Agora um compilado de histórico, para mostrar que Deivid é um garoto na arte de perder gols.

Mais um pouquinho de história,

Apenas para não esquecer, vejam o lance do Deivid:

E vocês, lembram de algum gol perdido? Algum lance que marcou para vocês? Compartilhem!!

Pitacos: Qualidade tem, mas falta organizar tudo isso…

Galera do blog, ontem apesar de estar rodeado de clássicos fiquei preso ao jogo entre Bragantino e São Paulo.

E o São Paulo começou como manda o figurino, pressionando o adversário mesmo com vários desfalques. Porém essa pressão, não resultava em chances claras. Ora por falta de raciocínio de Fernandinho, ora por falta de um centroavante de ofício (Cícero jogou improvisado nessa função).

E no primeiro ataque do Bragantino, uma falha geral no sistema defensivo e o centroavante Giancarlo apareceu sozinho dentro da pequena área e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O gol não mudou o panorama do jogo, o São Paulo continuou com amplo domínio, mas não criava chances de gol. Nesse momento, a posse de bola chegava a mais de 70% a favor do tricolor. E novamente, o Bragantino acertou um rápido contra-ataque e ampliou o marcador e nova falha de comunicação defensiva.

A derrota parecia inevitável, já que o São Paulo não conseguia criar nada e o Bragantino parecia muito bem postado. Mas, aí em um lance de talento Cícero lançou Jádson que saiu na cara do goleiro e ao tentar fintar valorizou o contato e cavou pênalti a favor do São Paulo. Na minha opinião, o goleiro até tentou evitar o choque, mas não conseguiu e foi o suficiente para tirar Jádson da jogada.

Pênalti que Jádson resolveu assumir a responsabilidade e acertar dessa vez, diminuindo o placar e dando novo ânimo para o tricolor. O gol fez o São Paulo começa a criar oportunidades reais, na primeira Cícero desperdiçou, na segunda ele apareceu no segundo pau e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Era o empate do São Paulo.

O empate deixou o jogo franco e as chances eram claras para os dois lados. No São Paulo graça ao talento, no Bragantino pela falta de disciplina tática do time são paulino.

O segundo tempo começou e o São Paulo continuou em cima, tentando a virada no talento. E chegou em um chute de longa distância, Cícero bateu firme e venceu o goleiro do Braga. Parecia que o São Paulo conseguiria a tranquilidade necessária e construiria o placar favorável. Parecia. Em bola perdida por Piris, o Bragantino chegou ao empate com menos de um minuto.

Daí pra frente o que se viu, foi uma série de lances perigosos para os dois lados. Mas sem perdidos por falta de capricho no lance final.

Para o São Paulo fica a sensação que o time possui muita qualidade, mas precisa se acertar taticamente, principalmente na parte defensiva. E isso não restringe apenas a dupla de defesa, mas todo o sistema defensivo, fica difícil colocar a culpa apenas na zaga se laterais e volantes não compõem a defesa como deveria.

Individualmente, Jadson fez sua melhor partida. Cortez e Fernandinho mantem seus padrões de atuação. O lateral não sentiu o peso da camisa e vai se destacando, enquanto o atacante insiste na mesma jogada com falta de inteligência.

P.S.: Para quem não viu, por favor vejam o gol perdido por Deivid. Rídiculo!!