Santos o melhor time do mundo e um ótimo clássico inglês!!

Galera do blog, ontem acompanhei o jogo que todo mundo esperava muito e um clássico inglês que prometia bastante também.

No jogo do Santos, nem tem muito o que falar. O Barcelona mostrou que está anos-luz de qualquer time deste planeta. Atropelou Real Madrid,, atropelou Santos e irá atropelar a todos em 2012. Messi é cracaço e diferente do que disse anteriormente, Iniesta e Xavi são outros dois gênios, a dupla acertou 211 de 212 passes ontem. É fora do comum.

Estamos vivendo uma era, o Barcelona irá perder algumas partidas ao longo do ano, mas tem tudo para faturar tudo novamente. Depois de Santos de Pelé, Real de Di Stefano e Puskas, Flamengo de Zico, e outros times, chegou a vez do Barcelona de Messi e cia fazer história. São mais de três anos que nenhum time consegue mais posse de bola do que os catalães.

Sobre o jogo, achei o Barcelona o de sempre (o que já é muita coisa..) e o Santos acuado, principalmente os volantes. Neymar, Ganso e Borges até tentaram apertar a marcação, não conseguiram criar muita coisa, mas era esperado dentro da perspectiva de que o time teria pouca posse de bola. Bruno Rodrigo e Dracena foram acima daquilo que esperava dos dois. Durval, Arouca, Henrique e Danilo foram péssimos.

No fim, fica aquela sensação frustada. Mas, vale ressaltar o caminho vencedor do Santos até a final. O Santos é o melhor time do mundo. O Barça não é daqui!!

No clássico inglês, uma grande partida. City e Arsenal fizeram uma grande partida. Franca, cheia de oportunidades, faltou um pouco de pontaria e que terminou apenas com um gol anotado pelo City.

O time do City possui um grande elenco e com jogadores em grande fase. David Silva, Nasri, Balotelli e Aguero estão inspiradíssimos. A movimentação do quarteto dá gosto de ver, lamento que o time não tenha continuado na Champions seria um time interessante para a disputa do título.

Quanto ao Arsenal, o time parece ter conseguido encontrar um elenco mais competitivo depois da saída de Fabregas. O time pode crescer, e se os Manchester’s não dispararem na tabela, os Gunners podem disputar o título.

Anúncios

Sorteio da Champions – Ainda está sem graça!!

Galera, acabou de acontecer o sorteio da Champions. Confesso que olhei e pensei, “nossa como tem time ruim ainda..”

Com a eliminação precoce de times como Manchester City, Manchester United, Porto algumas surpresas apareceram.

Vejam os confrontos:

Lyon(FRA) x Apoel (CHI): As surpresas se encontraram, se o Lyon conseguiu uma classificação até duvidosa pelo placar construído na última rodada, o time chipriano fez história ao levar o time para a próxima fase da Champions e se classificando em primeiro. Confesso que trata-se de um confronto sem favorito, aposto que o Apoel escreverá mais uma página dessa história.

Napoli (ITA) x Chelsea (ING): O confronto complicado para os Blues, o time inglês perdeu muita força nos últimos anos. Em contrapartida, o Napoli vem recuperando seu espaço no cenário internacional. O Chelsea se classificou em um grupo relativamente fácil, enquanto o Napoli conseguiu se classificar em grupo que tinha o Manchester City. Aposto nos italianos para a próxima fase.

Milan (ITA) x Arsenal (ING): Mais um duelo entre italianos e ingleses, e mais uma vez aposto nos italianos, o time do Milan tem jogado um futebol eficiente, contando com as ótimas performances de Seedorf e Ibrahimovic. O Arsenal possui aquele futebol que é gostoso de se ver, mas que ainda não convence e não ganha quando precisa. Por isso, fico com o Milan.

Basel (SUI) x Bayern (ALE): Apesar da surpresa suiça ter eliminado o Manchester United no seu grupo, dificilmente o time terá sucesso contra os bávaros. O time de Munique parece ser um único com chances de tirar o título da dupla espanhola. É favoritíssimo no confronto.

Leverkusen (ALE) x Barcelona (ESP): Coitado do Leverkusen, imagino para o treinador quando fica na expectativa e sai o resultado que seu time enfrentará o Barcelona. O jeito é preparar o time para brincar no jogo e deixar para lá o resultado, porque eles irão perder para o Barça.

CSKA Moscou (RUS) x Real Madrid (ESP): Mais um time que já pode dizer tchau da competição, o CSKA mais uma vez ficará pela oitavas. O time não teve “sorte” no sorteio e pegou a máquina madrilenha de fazer gols, cujo o única “kriptonita” chama-se Barcelona.

Zenit (RUS) x Benfica (POR): Um duelo interessante, dois times que podem surpreender no torneio, são times bem montados que prometem dar trabalho. O Benfica tem um jogo mais bonito, mas aposto minhas fichas na continuidade do time russo. Acredito que o Zenit saberá explorar a força do primeiro jogo em casa.

Olympique Marseille (FRA) x Internazionale (ITA): O time italiano não pode reclamar da sorte nas ultimas edições do torneio, mais uma vez o time estará entre os oito melhores, mesmo não merecendo. O time francês é bem organizado, mas não terá força para enfrentar a camisa nezazurri que parecem ter encontrado o substituto de Sneijder. Coutinho e Alvarez mostram-se ótimas apostas no time de Milão.

Em resumo, para a próxima fase, fico com Apoel, Napoli, Milan, Bayern Munchen, Barcelona, Real Madrid, Zenit e Internazionale.

E para vocês quais são suas apostas?

Que venha o domingo!!

E o primeiro passo rumo ao tri mundial foi dado.

Jogando em Toyota, o Santos bateu o Kashiwa por 3×1. Com direito a três golaços. Neymar, Borges e Danilo fizeram belos gols.

O jogo mostrou um time japonês bem montado, mas que deixava muito espaço para o Santos jogar. E foi assim que logo aos 19 minutos Neymar mostrou porque todos os olhos estão voltados para ele neste Mundial. De maneira simples, ele limpou o zagueiro ajeitou a bola na perna esquerda e achou o ângulo do goleiro japonês. Um golaço.

No mesmo embalo, Borges resolveu fazer parecido, mas no outro ângulo. Em um chutaço, a bola morreu no fundo das redes. Era 2×0 para o Santos e a sensação de que seria uma goleada.

O Santos continuou com espaço para jogar e criar as jogadas e Neymar mostrava que estava muito afim de jogo. Contudo, o Santos não conseguiu criar uma chance clara e viu o Kashiwa assustar nas bolas aéreas. Problema crônico da defesa santista.

Veio o segundo tempo e a disposição tática e o panorama não mudaram. O que aconteceu foi que logo aos 9, em cobrança escanteio, o Kashiwa diminuiu o marcador. Sakai apareceu livre para cabecear para o fundo das redes.

Também na bola parada, o Santos decidiu a partida, em falta frontal, Danilo cobrou com perfeição e marcou mais um golaço para o Santos.

O jogo continuou com os japoneses caçando Neymar em campo, mas sem violência. E os japoneses assustando com cruzamentos para dentro da área santista.

De qualquer forma, o Santos cumpriu seu papel e mostrou que Neymar pode fazer a diferença na final. Até porque o maior ponto fraco santista, que a bola aérea não é muito o forte do Barcelona, que prefere jogar com a bola no chão.

O jeito agora é esperar o domingo chegar.

Mega sena da virada futebolística!!

Parece que todos os clubes ganharam na Mega Sena da Virada. O que parecia improvável há alguns anos atrás, virou quase regra nesse final do ano, os clubes estão saindo as compras sem muito medo de gastar.

Com o novo contrato de transmissão de TV, alguns clubes tiveram um “engordamento” do bolso, jamais visto. Cifras como R$ 20 milhões, 25 milhões se tornaram comuns entre os grandes clubes.

Veja a questão sobre Montillo. Corinthians, Flamengo e São Paulo topam gastar entre 15 e 20 milhões para ter direito ao jogador.

Sem entrar no mérito do talento do jogador, mas diante da realidade brasileira, Montillo está superfaturado exatamente por esse caminhão de dinheiro que caiu nos cofres dos clubes neste final de ano.

Fora isso, a folha salarial dos clubes vai ganhando dimensões européias. Basta dizer que entre os dez mais bem pagos do mundo, dois atuam no Brasil (Neymar e Ronaldinho Gaúcho). Além de Deco, Fred e Thiago Neves que também possuem salários nos níveis dos grandes clubes europeus.

Todo esse cenário permite dizer que o futebol nacional tem tudo para se tornar um potência do futebol. Tem tudo, porque ainda falta uma maior globalização do nosso futebol. Temos poucos estrangeiros atuando e normalmente eles sofrem muito para se adaptar por aqui.

Falta profissionalização dos clubes, muitos deles podem acabar se perdendo com toda essa dinheirama e afundarem o clube ao invés de desenvolvimento sustentável.

Resta saber quem conseguirá olhar isso como uma oportunidade para se tornar uma potência do futebol ou quem irá ficar que nem porco no lixo.

Nem todo mundo sabe o que fazer com um bilhete premiado.

O mercado da bola quer a Raposa!!

Após uma semana sem futebol em Terra Brasilis, as especulações sobre quem vem e quem vai começam a todo o vapor.

Porém ao invés de me dedicar a falar sobre vários times, tenho achado curioso o desmanche que o Cruzeiro pode sofrer devido ao assédio dos times brasileiros.

Começando pelo goleiro Fábio, que sofre sondagem do Corinthians para reforçar o gol na Libertadores.

Na zaga Gil e Léo também receberam sondagens, o primeiro também está na mira do Corinthians.

No meio de campo aumenta o assédio, Fabrício é por enquanto o único de partida. O volante deve anunciar na quarta-feira seu acerto com o São Paulo. Charles já foi. Marquinhos Paraná sofre assédio do Sport e parece entender que seu ciclo também se encerrou na Raposa.

Montillo é objeto de desejo de Corinthians, Fluminense e São Paulo. O campeão brasileiro é favorito a vencer a disputa, pois está em estágio mais avançado das negociações com o jogador. O problema é grana, o Cruzeiro não abre mão de receber menos do que os 15 milhões de euros.

Na frente, a reformulação é mais forçada pelo próprio time do que por assédio. Anselmo Ramon, Ortigoza, Keirrison e Farias não caíram no gosto da torcida e a tendência é que não continuem no grupo.

O curioso disso tudo é que o Cruzeiro lutou para fugir do rebaixamento até a última rodada. Ou seja, o elenco não rendeu nada em 2011. Mas como se trata de um time que esteve junto por alguns anos, todos (os rivais) entenderam que existem boas peças que apenas não tiveram um bom ano.

Antes que alguns comentem, é diferente da situação do São Paulo, no tricolor, a diretoria deseja fazer uma limpa. Na celeste, os adversários querem fazer à limpa.

Superclássico!! Graças a um super time!!

Galera do blog, acabei de acompanhar o super clássico entre Real Madrid e Barcelona. O jogo mostrou que mesmo após toda a preparação de Mourinho, de todo o rolo compressor que o Real aplicava em seus adversários, o Barcelona é o maior time do mundo.

A tática de Mourinho funcionou nos primeiros 20 minutos, o time conseguiu impor uma marcação pressão e não deixar o Barcelona jogar do jeito que mais gosta. Essa pressão acarretou na presepada de Valdes que entregou uma bola para Benzema e na sequência do lance o próprio Benzema completou para o fundo das redes com menos de 25 segundos de jogo.

Com 1×0 no marcador o Real optou por continuar pressionando e não deixar o Barça jogar. O Real ainda conseguiu criar mais uma grande chance, mas Cristiano Ronaldo desperdiçou. Aliás, aproveito para dizer duas coisas a respeito de dois jogadores já mencionados aqui. Valdes é disparadamente o único jogador abaixo da média no time catalão, o Barça podia ter qualquer outro goleiro. Cristiano Ronaldo começa a mostrar cada vez mais que é um artilheiro de campeonato, mas um jogador que pouco aparece em jogos decisivos. Até hoje não lembro de uma partida que ele foi fundamental e decisivo em jogo importante.

Voltando ao jogo, passado os primeiros 20 minutos, o time do Real não conseguiu manter o ritmo e afrouxou um pouco a marcação. Isso foi o suficiente para o Barcelona impor o seu jogo, e ele surgiu. Messi que até então tinha atuação apagadíssima, pegou a bola desmontou a defesa madrilenha e deixou Sanchez na cara do gol para empatar a partida aos 29.

A partir o jogo ficou mais equilibrado e Barcelona passou a mostrar seu futebol que vem encantando o mundo nos últimos anos. Muito toque de bola, tabelas rápidas.

Veio o segundo tempo, e a esperança do Real conseguir voltar a marcar forte, foi logo derrubada quando Guardiola inverteu a posição de Iniesta e ele passou a ser o dono do jogo. Iniesta e mais o talento de Messi que foi muito bem marcado por Lass Diarra começaram a massacrar o time madrilenho.

E foi em um chute de Xavi no meio da rua que desviou em Marcelo que começou a covardia catalã. A partir dai, parecia que o Real viu o filme dos últimos anos se criar a sua frente. Os jogadores do Barcelona pareciam se multiplicar em campo, Iniesta e Sanchez se movimentavam muito e desmontavam o esquema de Mourinho, ainda tinha Messi que mesmo em partida mediana é capaz de resolver em um lance.

E Messi novamente começou a jogada que culminaria no terceiro gol do Barça, marcado por Fabregas que também fez boa partida.

O Barça começou a dar aula, entrava na defesa madrilenha do jeito que bem entendia, não aplicou outra goleada, porque abusou do preciosismo nas jogadas.

Mas deu gosto de ver o time catalão jogar.

Fica claro que o time está anos-luz de seus adversários, algo como o Santos na época de Pelé. Aliás, falando em Santos, Muricy que me perdoe, mas na provável final do Mundial, o cenário será parecido, inclusive a cor do uniforme e como hoje a Barcelona é favoritíssimo.

Pelo Real, gostei apenas da atuação de Diarra e Casillas, o primeiro se matou para conseguir para Messi e obteve certo sucesso, o segundo mesmo buscando três bolas no fundo das redes, fez algumas boas defesas e evitou o que podia ser outra tragédia em Madrid.

Mais uma vez, fica a sensação de ter assistido a um espetáculo. Foi um superclássico, mas graças a um supertime!!