Entre ciúme, prepotência e vingança.


Certa vez, dois amigos começaram a trabalhar na mesma empresa. Eles eram instaladores de fibra óptica. João Júnior e Antonio Santos ficaram responsáveis pela região central de São Paulo.

Espertos como os dois eram, JJ e AS resolveram se unir para melhorar o desempenho deles, criaram um sistema, onde eles podiam atuar em dois lugares simultaneamente e depois dividiam as comissões em partes iguais.

João não gostava muito da idéia, já que todos os equipamentos tinham sido adquiridos por ele, mas aceitava porque Antonio conseguia trazer muita renda para eles dividirem.

E assim eles foram se tornando os melhores instaladores da empresa. Com essa condição de status conquistada, João começou a achar que ele não precisaria mais dividir suas ferramentas com Antonio e que conseguiria maiores lucros sozinho.

Antonio ficou inconformado com a traição e jurou nunca mais trabalhar com João. Como a empresa não podia perder seus dois melhores instaladores, a empresa decidiu alocar João para a região do Morumbi, enquanto Antonio foi para a região de Itaquera.

Ambos continuaram com o status de melhores instaladores da empresa, mas a raiva que Antonio alimentava por João aumentava a cada dia. Ele jurou que mais cedo ou mais tarde se vingaria.

Os anos foram passando e os dois continuaram construindo uma carreira fantástica na empresa, contudo João conseguiu uma região de mais destaque e estava em posição superior a Antonio, o que só tornava ainda maior o sentimento de vingança.

Foi quando Rubens Tramando um diretor comercial, cruzou a vida de Antonio. Rubens era do tipo de pessoa sem caráter nenhum, que não tinha o menor pudor de passar por cima de seus rivais.

Rubens percebeu que podia aproveitar a raiva de Antonio a seu favor, e começou a se aproximar de Antonio e decidiu usar seu potencial para ganhar a campanha interna da empresa.

Rubens combinou com Antonio que daria tudo ao seu novo escudeiro, mas que antes ele teria que entrar em um esquema corrupto para manipular a vitoria na campanha interna.

Antonio que vinha de família humilde e nunca tinha tido acesso a tantas regalias de maneira fácil, se encantou e tornou-se o braço direito de Rubens.

Essa fidelidade de Antonio, fez com que Rubens começasse a ajudar seu fiel escudeiro contra o seu novo rival, João, Rubens com todo o poder que possuia começou a enfraquecer João e em um ato arbitrário confiscou os equipamentos alegando que não faziam parte do padrão da empresa.

Em compensação, Rubens comprou equipamentos novos e de última geração e entregou nas mãos de Antonio, que a essa altura se sentia feliz e vingado sobre João.

Tudo isso por causa de uma comissão não dividida.

Mas, se vocês quiserem entender que tudo isso começou porque um dia, ao invés de 50% dos ingressos foram dados 10% para o Corinthians tudo bem também, a história funciona e os personagens se parecem.

Andres Sanchez conseguiu uma proeza única, independente da questão moral, o presidente corintiano irá entregar um estádio para o seu clube do coração, estádio esse que fará a abertura da Copa do Mundo, sem gastar um centavo do clube.

Tudo isso, porque Juvenal quis ser esperto sobre o amigo um dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s