Pitacos: Coritiba 3×4 São Paulo

Galera do blog, ontem foi dia de futebol e de muitos gols, mas fiquei limitado apenas ao jogo do São Paulo.

O São Paulo enfrentou o Coritiba fora de casa e saiu com um ótimo resultado, 03 pontos na conta e aproximação ao líder, contudo o jogo que parecia mais fácil do que seria ficou mais difícil do que deveria.

O jogo começou com a pressão tradicional do time da casa, o Coritiba chegou até a mandar uma bola na trave com Rafinha, anunciando que seria um jogo complicado para o São Paulo, mas o tricolor soube suportar a pressão adversária e marcou um belo gol com Carlinhos Paraíba, apesar do balde de água fria, o Coxa continuou tentando chegar ao gol, mas faltava o passe final.

Antes que esse passe chegasse, o São Paulo tratou de acertar mais um eficiente ataque, um longo lançamento de Rhodolfo encontrou Juan na entrada da área, o lateral esquerdo aproveitou o mal posicionamento de Edson Bastos e tocou por cima do goleiro para ampliar a vantagem paulista no jogo.

O segundo gol desarrumou o meio campo do time paranaense que passou a ficar perdido na marcação deixando o São Paulo controlar as ações do jogo, e o tricolor estava impossível no primeiro tempo em boa trama coletiva e após algumas tabelas, a bola encontrou Dagoberto dentro da área que só teve o trabalho de chutar forte para vencer Edson Bastos e decretar o 3×0 do primeiro tempo, para piorar no final da primeira etapa, Davi foi expulso por reclamar acintosamente após cometer uma falta e receber o amarelo.

Quem imaginou o Coritiba entregue no segundo tempo, se surpreendeu quando viu o time paranaense em busca do jogo, pressionando o São Paulo e tentando diminuir, só que novamente, em jogada individual o São Paulo conteve o ímpeto do Coxa, em passe errado na defesa, a bola caiu no pé de Lucas que bateu por cobertura, marcando um golaço e ampliando o marcador. O São Paulo passou a comandar as ações do jogo e aproveitar da vantagem númerica para dominar o jogo.

Porém, apenas para Adilson não esquecer o que aconteceu na rodada passada, o sistema defensivo resolveu mostrar que ainda precisa se entender, em bola mal afastada, Rafinha diminuiu a vantagem tricolor, não suficiente 7 minutos depois, Bill recebeu a bola na entrada da área, trombou com toda a zaga tricolor e caído no chão conseguiu empurrar para o fundo das redes e trazer uma certa adrenalina para o final da partida.

Adrenalina que ficou maior ainda nos minutos finais do jogo, já que a defesa deixou Rafinha cruzar tranquilamente para Bill tornou a partida ganha em jogo complicado. Contudo, o Coxa não conseguiu criar mais nenhuma grande chance.

Para os dois times ficou a lição de aprender com os erros de cada tempo, o Coxa não pode fazer um primeiro tempo como fez, assim como o São Paulo não pode fazer um segundo tempo como fez.

Confesso que só pelos melhores momentos, já achei o jogo entre Santos e Flamengo fora de série, vou tentar assistir ao VT completo da partida para depois falar sobre esse jogo.