Guardiola 0x1 Mourinho


Galera do blog, ontem o Barça confirmou sua vaga ao empatar com o Real Madrid.

Até aí tudo bem, é o melhor time do mundo e coisa e tal, mas qual foi o saldo dos quatro jogos contra o Real Madrid? Se considerarmos apenas os 90 minutos das quatro partidas, foram 4 gols para o Barça, 2 gols para o Real, uma vitória para o time de Guardiola, três empates e um título para Mourinho.

Olhando simplesmente, os números nem parece que o Barcelona é tão superior assim, e como frisei no final da frase até agora nessa temporada Mourinho já tem título, Guardiola não. Trago essa discussão, não para defender o jogo feio do Real, mas para reforçar que é necessário quando se enfrenta o Barcelona.

Mourinho é tão talentoso como técnico que sabe enxergar suas limitações e adequar o time dessa forma. É inconsequência jogar de igual para igual contra o Barcelona, se fizer isso acontece como no jogo de ida do campeonato espanhol, onde o Real levou uma surra histórica. Mourinho sabia disso e montou o Real da mesma forma que a Inter que ele comandava quando eliminou esse mesmo Barcelona.

Sem querer prever futuro, mas se Mourinho tivesse o volante de verdade, como o Cambiasso que ele tinha na Inter, o resultado seria outro. O único erro de Mourinho foi escalar Pepe, não é possível que não exista ninguém melhor no elenco para fazer a proteção da zaga,

Mas é claro que o Barcelona é o melhor time do mundo, tudo isso baseado em uma premissa que Parreira sempre pregou por onde passou, mas sempre faltou talento aos seus comandados, a posse de bola. O Barcelona tem sempre em seus jogos no mínimo 60% de posse de bola, às vezes chega incrivelmente próximo dos 80%, como aconteceu em alguns confrontos contra o Real.

Os catalões consegue realizar esse fundamento com tanta maestria que o resultado é óbvio, o adversário cria muito pouco contra eles, consequentemente são raras as chances de gol, basta ver o quanto Cristiano Ronaldo apareceu nesses quatro confrontos, pouco, quase nada, nem por isso faço parte do coro que diz que ele é pipoqueiro, acho um ótimo jogador.

Para comparar com nossa realidade brasileira, é a mesma coisa hoje um time querer enfrentar Santos, Cruzeiro ou Inter de igual para igual, é inconsequência. Para ficar mais real ainda o exemplo, basta ver o que Carpegiani fez e o que o América do México fez. O primeiro quis jogar de igual para igual com o Santos, mas sucumbiu no segundo tempo ao talento individual, em compensação, os mexicanos, vieram para não tomar gol no Brasil e tentar fazer o resultado no México, quase deu certo, foi por muito pouco que ontem o Santos não deixava mais cedo a competição.

Enfim, trouxe o tema, porque entendo o motivo de alguns treinadores apelarem para um jogo mais “feio” ao enfrentar um time como o Barcelona, contudo espero que sempre o futebol bonito prevaleça. Mas, por enquanto em títulos: Guardiola 0x1 Mourinho.

Anúncios

4 respostas em “Guardiola 0x1 Mourinho

  1. Querido fenomeno!
    Olha vou ter que discordar de voce aqui hoje.
    Primeiro voce acha mesmo que o time do real madrid joga um futebol feio?
    Sim näo é o barcelona, mas durante o campeonato enfrentando equipes boas mas nao tanto quanto(novamente – o barca) eles jogaram bem sim, evoluiram muito chegaram na semi da champions fazendo bom futebol muitas vezes.
    E a outra é ate sacanagem da minha parte, mas, enfrentaram o inter e o cruzeiro de frente, e ganharam.. essa é a graca do futebol…
    Abracos companheiro!!!!

    • Não me expressei direito, quis dizer que o Real teve que apelar para o jogo feio contra o Barça… Nos demais confrontos o time pode jogar ofensivamente, basta ver o confronto recente contra o Valencia que terminou em 6×3.

      Abs..

  2. Fala, cara!

    Sobre o Pepe: abomino jogador que não difere o jogo duro da deslealdade, vide o Brasil x Portugal da Copa de 2010. Pepe é um nojo. Porém, o grande achado do Mourinho foi tê-lo escalado de volante, porque é exatamente a faixa do campo onde o Messi mais atua, vindo correndo da intermediária até a área. O Real só desandou no jogo de ida da Champions com a (justa) expulsão dele.

    O jogo de volta mostrou que dava pro Real ser mais ousado, foi legal ver a linha defensiva do Barcelona pressionada, vez ou outra apelando pro chutão, algo raríssimo. Jogando em casa, com o apoio da torcida, dava pro Real ter feito isso. É mais interessante você dificultar a saída de bola do que esperar atrás, contando que conseguirá desarmar/interceptar todas as bolas.

    E, oficialmente, está 1 a 0 pro Mourinho em títulos, mas ele não sairá do um, o Guardiola pode chegar a dois, no mínimo um ele chega, com o Espanhol, que tem mais peso que a Copa do Rei. O grande problema do Real, especialmente se o Barça vencer a Liga dos Campeões, é que eles vão ficar “bravinhos” e torrarão mais 100 milhões em reforços, mandarão mais uns cinco embora… Ou seja, montam um time novo por temporada, aí realmente nunca vão alcançar o Barcelona.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s