Isso pode, isso não pode!!

Galera, ontem “sapeando” de blog em blog, achei um matéria no blog do Perrone que achei interessante. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

Em resumo, a matéria comentava sobre o Palmeiras ter negociado o seu jogo de abertura do Brasileirão contra o Botafogo em Brasília, com o intuito de arrecadar mais dinheiro.

A idéia basicamente era vender o jogo por um preço fechado e uma empresa (neste caso a BWA) assumir a renda da bilheteria. Confesso que achei interessante a idéia palmeirense, pois além de ter o dinheiro garantido, o clube ainda promove a divulgação da marca Palmeiras em outros estados, dessa forma pode conseguir mais torcedores e consequentemente mais consumidores.

Mas, como nessa vida nem sempre podemos nos dar ao luxo de aproveitar uma boa idéia, a matéria comentava que a Federação Paulista de Futebol (FPF) vetou a idéia do clube, dizendo ser inaceitável que o clube fizesse o jogo fora do estado de Sâo Paulo.

Aí, comecei a questionar a existência de uma federação. Uma federação até onde eu julgo entender, é feita para colaborar com os clubes, ser um órgão centralizador que permita ao clube se manter cada vez mais forte, e assim elevar o poder desta federação.

Tornar o clube mais forte significa de maneira administrativa, aumentar a rentabilidade do clube para que seja permitido um maior investimento no mesmo a cada ano.

Contudo, as federações parecem preferir a “politicagem”, aliás algo comum no feudo do futebol brasileiro. Sinceramente, a sensação que fica é que precisamos que mais clubes despertem deste sono profundo e se libertem dessas amarras, alguém precisa avisar para os Teixeiras e Del Neros da vida que o clube é a entidade mais importantes da sua federação e não a federação.

E olha que tem dirigente de clube grande mais preocupado em ser o novo dono desse feudo do que construir algo decente para o clube que ele diz amar tanto.