Pitacos de 28.03.2011

Galera do blog, ontem acompanhei ao jogo da seleção, a final do campeonato paulista de showbol e ao clássico entre São Paulo e Corinthians.

No jogo da seleção, vitória tranquila contra um conhecido rival, Neymar teve boa atuação e foi decisivo ao marcar os dois gols da partida, gostei muito da atuação de Leandro Damião, além dos dois laterais, Dani Alves e Andre Santos. O único ponto negativo é a sombra de Ganso que parece atormentar todos que atuam como meia na seleção, ontem Jadson e Renato Augusto foram burocráticos. Em compensação, Lucas mostrou que será titular dessa seleção em breve. O camisa 07 do São Paulo tem tudo para formar com Ganso e Neymar uma seleção de encher os olhos de todos.

Na final do campeonato paulisa de showbol, o São Paulo venceu o Guarani por 12 x 11. Não vale a pena comentar muito sobre o jogo, a graça do showbol é rever aqueles que passaram pelo clube em algum momento do passado. De destaque, fica Alex Dias pelo São Paulo e principalmente Amoroso pelo Guarani, os dois mostraram que quem sabe jogar futebol não esquece com o tempo.

Chegamos enfim ao clássico de ontem, que jogaço! Nem tanto, pela qualidade técnica, mas pela emoção que um clássico proporciona. O jogo foi igual, qualquer um poderia ter saído vencedor da partida, mas quisera o destino que ele tivesse roteiro de filme, era para ser o jogo de Rogério Ceni.

Após um enorme tabu que já durava pouco mais de 4 anos e 11 jogos, o tricolor encarava seu maior rival paulista com a expectativa de seu maior ídolo chegar ao centésimo gol.

O jogo foi tratado em alta velocidade, com o São Paulo enfernizando a defesa corintiana, e com o Corinthians criando algumas oportunidades com Liedson, Ralf e Dentinho. O São Paulo procurou aproveitar a deficiência técnica dos zagueiros corintianos com atacantes leves. Castan e Chicão estão acostumados a marcar seus adversários dentro da área, mas o São Paulo de Carpegiani não joga com ninguém dentro da área, o time usa a velocidade e tabelas para entrar na área adversária. Dessa forma, o Corinthians teve sérias dificuldades em marcar os atacantes tricolores.

E foi no final do primeiro tempo, que Dagoberto de fora da área, abriu o marcador. Em belo chute, o camisa 25 colocou o São Paulo em vantagem. Dagoberto vive ótima fase no São Paulo, depois que fechou a boca, o jogador vem recuperando o futebol que o destacou no Atlético-PR e fez o São Paulo comprá-lo. Aliás, “fechar a boca” deveria servir de recado para Dentinho e Marlos, dois jogadores para mim que possuem um potencial técnico imenso, mas se preocupam com outras coisas durante a partida. Dentinho falou o jogo inteiro, catimbou e esqueceu de jogar bola, foi corretamente expulso. Marlos sofre com um excesso de “fome” e porque não abre a boca, o famoso triatleta, corre, pedala e nada. Ambos, podem ir longe, mas precisam rever seus valores dentro do futebol.

Voltando ao jogo, o primeiro tempo terminava com o São Paulo vencendo por 1×0, mas o segundo tempo guardava todas as emoções do jogo.

Primeiro, em um lance pela esquerda, Fabio Santos cruzou e Jorge Henrique deu um toque sutil para empatar, mas a tarde era de Ceni que fez uma defesa fantástica de puro reflexo, quase que no lance seguinte, uma falta na entrada da área, a única oportunidade na partida para Ceni fazer seu centésimo gol. E ele não desperdiçou, em uma cobrança maravilhosa, o camisa 01 tricolor colocou a bola no ângulo sem chances para o goleiro Júlio Cesar.

A partir daí, o jogo perdeu o rumo, Alessandro, Dagoberto e Dentinho foram corretamente expulsos. Antes de ser expulso, Dentinho teve tempo para descontar o marcador. Depois apenas alguns bons lances de Liedson que paravam em Alex Silva ou Ceni e inúmeros contra ataques desperdiçados por Marlos.

No final, vitória tricolor em um jogo que poderia ter qualquer final, mas foi escolhido aquele com cara de filme hollywoodiando.