Pitacos 21.02.2011

Galera do blog, nesse final de semana consegui assistir aos jogos de quase todos os grandes de São Paulo, assisti no sábado a derrota a santista, e no domingo vi o empate palmeirense e a vitória tricolor. Apesar, das diferenças de resultado, uma característica foi comum em todas as partidas, a violência dos times do interior.

No jogo do Santos, novamente o Santos exagerou na confiança e foi castigado nos minutos finais, derrota para o Bragantino por 2×1. Durante o jogo, o que não faltou foram lances ríspidos, ao ponto de até Ganso praticar uma jogada criminosa, muitos criticaram o moleque, concordo que a atitude não foi correta, mas não para ignorar a violência do time de Bragança, não só em alguns momentos violentas, como a famosa prática do anti-jogo, Neymar e Ganso não paravam em pé, todo o lance era falta.

De qualquer forma, como Ganso disse no final, não dá para culpar a arbitragem pelo mau resultado, o time precisa simplesmente jogar bola.

O jogo do Palmeiras foi em ritmo alucinante, mas de qualidade “duvidosa” o alviverde começou em cima do gol do São Caetano e logo conseguiu abrir o marcador em um pênalti que Kléber sofreu e converteu. O Palmeiras ainda perdeu a chance de ampliar com Marcos Assunção, depois disso foi a vez do Azulão criar algumas chances que culminaram com o gol de empate de Artur em cobrança de escanteio, assim terminava o primeiro tempo.

No segundo tempo, além da vontade, sobrou o erro de substituição de Felipão e a distribuição de pancadas dos times principalmente do Azulão no “ímpeto” de querer vencer a partida. De qualquer forma, o Palmeiras mostra uma boa evolução, mas deixa evidente que isto é o máximo que os torcedores podem esperar do time.

No último jogo que acompanhei, vi dois times jogando muito bem defensivamente e tenebrosamente no ataque. Essa foi a toada da partida entre São Paulo e Prudente. O São Paulo era quem comandava as ações, dominava o jogo, mas eram raras as chances de gol, enquanto o Prudente quando contragolpeava fazia bem feito até a hora da finalização, que era bizonha sempre. O jogo foi caminhou dessa forma durante 75 minutos até que em grande jogada de Marlos, Henrique recebeu na entrada da área tirou o zagueiro e fez um belo e único gol da partida. Vitória tricolor e manutenção da liderança.

Vale destacar que a “bota” rolou solta pelo time do interior, Lucas, Marlos e Juan foram “caçados” em campo. O tricolor teve dois pênaltis clarissímos não marcados, o primeiro beirou o ridículo, Juan fez ótimo ultrapassagem pela linha de fundo e foi derrubado de forma imprudente pelo zagueiro, no outro lance Miranda foi empurrado pelo zagueiro da mesma forma que Kléber foi no jogo do Palmeiras, mas no jogo em Prudente o juiz mandou seguir.

De qualquer forma, o Paulistão segue sua “procissão” de jogos até o final. A qualidade caiu tanto que esses anos todos os grandes acumularam enormes sequências sem derrotas. O São Paulo está a 08 jogos sem perder, o Palmeiras faz 07 partidas que não perde, Santos ficou 08 jogos sem derrota e o Corinthians acumulou 11 jogos invicto.