Muricysmo é uma filosofia somente nacional!

Jogo mesmo, só assisti ao do Fluminense, e me senti na pele dos torcedores tricolores. Eu vi o que Muricy faz com os seus times, amarra demais a criatividade, logo ele que como jogador sempre foi tão habilidoso. O Fluminense jogou para não perder, sendo que tinha obrigação de recuperar pontos fora de casa.

No primeiro tempo, Muricy tratou de segurar o ímpeto do time da casa, se fechou e mostrou que é especialista em montar times com defesas compactas, que mesmo com zagueiros limitados, o time quase não leva gols, quase. Ontem, já no meio do segundo tempo, Montenegro (bom jogador) fez ótimo passe para Mendoza que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes.

Muricy até esboçou uma tentativa de reação ao fazer suas substituições, mas todas em vão, o time carioca é previsível. É um time forte, combativo, mas prevísível, se o jogo não encaixa nos primeiros quinze minutos, não encaixa mais.

O Fluminense agora precisará de uma reviravolta tal como a arrancada do final de 2009, na fuga do rebaixamento, se ainda deseja ir para a próxima fase da Libertadores.