Como está o Brasil na América?

Galera do blog, diante desse lamaçal que vemos clubes, CBF e canais de televisão fingindo serem mocinho em uma história que só tem vilão, vamos esquecendo de falar de futebol. Principalmente da competição que mais gosto, a Libertadores da América. Vamos falar um pouco da atuação inicial dos times brasileiros nesse início do campeonato.

Santos = O time de Neymar é para mim o favorito ao título deste ano, mas precisa entrar em campo para confirmar minha aposta, por enquanto o time está favorito apenas no título. O time é o único brasileiro que realizou apenas uma partida, portanto tem espaço de sobra para conquistar sua classificação, que na minha opinião é obrigação. Contudo, essa faze turbulenta e indecisa do clube pode atrapalhar a continuidade do time no torneio.

Cruzeiro = É o melhor brasileiro na competição nesse momento, não apenas pelo aproveitamento, mas pelo volume apresentado nas partidas. O time tem 09 gols marcados em apenas duas partidas, parece que Cuca fez uma espécie de mantra para os seus comandados que a cada vez que escutam a palavra Libertadores, os jogadores rendem absurdamente. Se o time manter essa determinação no torneio, será um time difícil de ser batido.

Fluminense = Pelo jeito Muricy nunca vai sentir o gosto de vencer uma Libertadores, o time do Fluminense jogou 04 pontos no lixo e terá que recuperar pontos em grupo dificílimo. Apesar de acreditar ser obrigação de todos os clubes brasileiros passarem para a próxima fase, o tricolor carioca precisa fazer valer sua força já no próximo jogo se almeja algo no torneio.

Grêmio = Era para o time gaúcho também estar com 100% de aproveitamento, mas na Libertadores não se pode cochilar, e em um “apagão” no último jogo tomou a virada e saiu derrotado. Nada que desmereça a campanha, o time está muito combativo ao estilo “Grêmio de ser” e ainda possui Douglas recuperando a boa forma e Borges e André Lima com o faro apurado. O Grêmio hoje é o famoso time encardido, não fará nenhum espetáculo, mas será difícil ganhar do tricolor gaúcho.

Internacional = A outra metade do Rio Grande do Sul faz campanha modesta. Entendam modesta, com realizando um necessário, pois não dá para julgar o time colorado como modesto. Não fez grandes contratações, mas foi cirúrgico, Bolatti está voando com a camisa vermelha. O Inter é um time de chegada, não vejo como favorito, mas se deixarem chegar, eles sabem ganhar o torneio.

Em resumo, estou surpreso com o nível do Cruzeiro nos jogos da Libertadores, vejo um Grêmio redescobrindo sua fama “copeira”, um Internacional pronto para faturar outra taça (caso ninguém se oponha) e dois times ainda adormecidos, Santos e Fluminense. De qualquer forma, ainda restam muitos jogos da primeira fase, dá tempo de todos os brasileiros seguirem para a próxima fase.