Jogos de Domingo …

Galera do blog, ontem vários jogos decidindo os estaduais por este Brasil. Em Goiás, o Atlético praticamente colocou a mão na taça ao vencer o surpreendente Santa Helena por 3×0. Assim como em Minas, onde o Galo parece ter carimbado a faixa ao vencer o Ipatinga fora de casa por 3×2. No sul, o Grêmio colocou uma mão e meia ao vencer o Inter em pleno Beira-Rio por 2×0.
Agora, vamos ao Paulista que foi o jogo que acompanhei.

Santo André 2 x 3 Santos: O Santo André poderia ter tido maior sorte no primeiro tempo, ms desperdiçou várias chances, no segundo tempo, Dorival deve ter dado uma bronca na molecada que voltou ligada no segundo tempo. Contudo, o Santo andré mostrou porque foi o segundo colocado do campeonato, pois foi na minha opinião, o time que jogou no mesmo nível do Santos. E não adianta, aqueles que venceram o Santos se manifestarem neste momento, pois quando alguém venceu o Santos foi muito mais por demérito do próprio time, do que mérito do time adversário.

O Santo André mostrou que possui excelentes jogadores, principalmente Bruno César e Rodriguinho, ambos são grandes jogadores, com certeza estarão em grandes clubes no Brasileirão. Outros que merecem destaque, o meia Gil e o meia Rômulo, os dois também cairiam como uma luva em vários times brasileiros. Como aspecto negativo, ficam para os dois laterais, principalmente o lateral esquerdo, responsável pelos dois gols de Wesley.

Do lado santista é um pouco “chover no molhado” elogiar a molecada. Contudo queria parabenizar dois jogadores em específico, primeiro meu destaque fica para o atacante André, algumas mentes brilhantes irão dizer “é fácil jogar ao lado de Ganso, Neymar e Robinho é só botar a bola na reder”, concordo. Mas André é mais do que um atacante caneludo, o camisa 17 do Santos possui atributos que estavam ficando extintos nos atacantes ultimamente, e outro que merece atenção por tudo que foi perseguido é o Pará, depois da atuação perfeita contra o São Paulo, o defensor teve outra boa participação ontem, mostrando que às vezes o tempo acerta as coisas.