Quinta de Jogos e um Atitude Lamentável


Galera do blog, ontem me ausentei das atividades e hoje estou postando tarde novamente, mas garanto que tudo voltará a normalidade em breve. Ontem acompanhei, dois jogos, vejam:

Palmeiras 1 x 0 Atlético-PR: O Palmeiras cumpriu o seu papel e venceu em casa pela vantagem mínima, porém sem tomar nenhum gol, o que na Copa do Brasil é uma enorme vantagem. O time mostrou uma cara tática melhor, o que mostra que o tempo de Antonio Carlos no comando surtiram efeito. Contudo, o elenco palmeirense é limitado.

No jogo, o Palmeiras começou pressionando o time de Curitiba e logo encontrou o gol, com o sempre voluntarioso Robert, em grande jogada de Edinho, Robert fuzilou a meta de Neto. Na sequência do gol, o Furacão despertou para a partida e começou a equilibrar melhor a partida, inclusive na incrível sequência de escanteios cobrados por Baier com maestria e interceptados de maneira inteligente por Marcos, aliás em um desses escanteios aconteceu um lance lamentável que comento depois. O primeiro tempo terminou de forma equilibrada, mas o Palmeiras mereceu o gol, pois foi superior nos primeiros 15 minutos.

No segundo tempo, o jogo caiu de produção e ficou muito amarrado no meio de campo, com muitas faltas e pouco futebol, de tantas faltas alguém acabaria sendo expulso e o escolhido foi Paulo Baier que acabou recebendo o segundo amarelo no final do jogo.

Nota triste da partida, como havia comentado foi um lance isolado durante a sequência de escanteios de Baier ainda no primeiro tempo, Manoel se enroscou com Marcos e ao levantar foi hostilizado de maneira preconceituosa por Danilo, o zagueiro paranaense ainda revidou com uma cabeçada e Danilo para terminar ainda cuspiu no zagueiro do Furacão. Sobre a cabeçada e a cusparada, ambos deveriam ser tratados dentro do ambiente de jogo e renderiam expulsão para os dois jogadores, o problema fica com o racismo praticado por Danilo, isso é crime e merece ser investigado minuciosamente e punido da maneira merecida.

Colo-colo 1 x 1 Cruzeiro: O Cruzeiro é o segundo time brasileiro a garantir vaga na Libertadores, mas o time ficou com aquela sensação de que podia ter tido melhor sorte e terminado em primeiro no grupo. De qualquer forma, os times brasileiros seguem tranquilos rumo a classificação, apenas o Flamengo tem a tarefa mais complicada, mas com certeza estará na próxima fase.

Durante o jogo, o Cruzeiro começou desatento e dando muita liberdade para o bom meia Macnelly Torres, porém o time chileno que precisava golear para sonhar com alguma chance de classificação, foi muito conservador, o que fez o time mineiro crescer e comandar as ações em campo. Comandando, mas sem eficiência, o primeiro tempo foi apático com quase nenhuma chance de perigo criada, desse jeito terminava o primeiro tempo.

No segundo tempo, os dois times resolveram apimentar a partida e se lançaram ao ataque, a Raposa aproveitou primeiro a melhor chance que teve e abriu o marcador com Thiago Ribeiro em boa trama de Diego Renan, Gilberto e Fabricio que tinha acabado de entrar. Porém, quase que instantaneamente o Colo-colo criou duas chances e quase virou o marcador, na primeira o time conseguiu balançar as redes e empatar a partida, na segunda chance, Fábio salvou o time celeste. Dessa forma, o jogo seguiu na segunda etapa até o apito final. Cruzeiro classificado para a próxima fase.