Reta final do Paulistão!

Galera do blog, enfim a primeira fase do Paulistão chega a sua reta final, Portuguesa, Prudente, Corinthians e São Paulo disputam as últimas duas vagas, enquanto Santos e Santo André já se garantiram para a próxima fase.

São Paulo 5 x 0 Botafogo-SP: Bom jogo do tricolor, apesar da dificuldade em abrir o marcador, o time mostrou mais vibração, o trio de frente infernizou a defesa do time de Ribeirão Preto e mostrou ser uma boa opção para Ricardo Gomes, Marlos, Dagoberto e Fernandinho são jogadores leves que equilibram o meio de campo lento que o time possui.

Durante o primeiro tempo, os três homens de frente do tricolor criaram diversas jogadas, mas sentiam a falta de entrosamento aliado a uma pitada de “fome”, por diversas vezes Marlos e Dagoberto exageraram no individualismo. Porém foi no individualismo que as melhores jogadas do primeiro tempo aconteceram, na primeira Dagoberto fez excelente jogada e foi parado com falta dentro da área, pênalti que o capitão Ceni cobrou e desperdiçou. Na segunda chance, Jorge Wagner fez excelente jogada e deu um passe açucarado para Marlos, o meia atacante não desperdiçou e abriu o marcador. Assim terminava o primeiro tempo. 1×0, São Paulo.

Veio o segundo tempo, e o São Paulo continuou bem, porém dessa vez encontrou o Botafogo mais aberto na busca do empate, assim ficou muito mais fácil para o São Paulo chegar aos gols, logo aos 14, Marlos e Dagoberto resolveram ser solidários, ótima trama dos dois que terminou com uma assistência de Marlos para Hernanes era o segundo gol tricolor. Depois disso, os gols foram saindo até terminar em Hernanes novamente fazendo o último e quinto gol tricolor.

Pelo time, destaque para Hernanes e Marlos que juntos participaram de quatro dos cinco gols do São Paulo, gostei muito da movimentação do ataque, Junior Cesar está ganhando a posição na esquerda, outra boa partida do camisa 06 e Rodrigo Souto, mesmo boa parte da torcida criticando, vejo o volante melhorando a consistência defensiva do time, já que desde a saída da dupla Josué – Mineiro, o time não tinha mais aquele volante de frente de zaga, Souto vem cumprindo muito bem esse papel, além de ter marcado uns golzinhos nos últimos jogos.

Ituano 0 x 2 Corinthians: Foi no sufoco, o gol demorou, foram preciso mais de 80 minutos de bola rolando para o Corinthians chegar ao primeiro gol. Contudo, o gol tardou a sair, muito mais por falta de capricho na última bola do que por qualquer outra coisa.

No primeiro tempo, o Corinthians encontrou algumas dificuldades para entrar na área adversária e quando arriscava de longe não obtinha sucesso, seus jogadores apesar de excelentes chutadores de média distância estavam com aproveitamento pífio na tarde de ontem, enquanto isso o time dava alguns espaços na defesa e permitia contra-ataques perigosos do time da casa. E assim foi gastando o tempo do primeiro tempo, o Corinthians pressionando, mas sem criar chances claras e o Ituano tentando de vez em quando surpreender. Fim de primeiro tempo e 0x0 no placar.

No segundo tempo, o panorama do jogo não mudou, porém o Corinthians começou a criar chances mais claras de gol, mas que eram desperdiçadas a torto e a direito, o time abusava do direito de perder gol. Da mesma forma, o Ituano começou a ser mais perigoso no contra-ataque, principalmente explorando o buraco deixado na lateral direita que com a saída de Moacir machucado ao final do primeiro tempo criou um buraco naquele espaço. Por ironia do destino, esse buraco deixado na defesa foi o responsável pelo gol corintiano, Jucilei que deveria ocupar o local deixado por Moacir, insistia em aventurar-se pelo meio de campo na sua posição de origem, e foi assim que em um ataque bem trabalhado que Jucilei apareceu livre para completar para o fundo das redes.

O segundo gol foi em decorrência do Botafogo se lançar contudo para o ataque. Pelo time alvinegro, destaque positivo para Roberto Carlos, com certeza o melhor em campo. E atuação desastrosa para Ralf, na minha opinião o volante fez sua pior partida pelo time de Parque São Jorge, em um jogo que o time adversário mal atacava, ele não conseguiu fazer a proteção necessária a frente da zaga, aliás a cada jogo que passa ele fica mais preso a simplesmente proteger Roberto Carlos do que a frente da defesa, Mano precisa corrigir esse posicionamento antes que seja tarde.