Pitacos da Rodada!!

Galera do blog mais querido, ontem acompanhei alguns jogos, inclusive a derrota do meu tricolor, vamos aos comentários:

São Paulo 1 x 2 Santos: Era a prova de fogo que faltava para o time santista, enfrentar um grande clube para mostrar o seu valor. O time conseguiu com Robinho, o atacante que adora marcar gols no tricolor, marcou mais um e deu a vitória para o time do litoral paulista. Neymar também fez o seu na sempre polêmica paradinha e Roger descontou para o tricolor.

O jogo começou de maneira elétrica com os dois times em alta velocidade. Mas Dorival percebeu inteligentemente que tudo saia dos pés de Paraíba e colocou alguém para anular o jogador e assim acabar com a criação do tricolor e deu certo no primeiro, a partir dos 15 minutos, o São Paulo encontrou muita dificuldade para armar as jogadas e o Santos jogando sempre com a bola no chão e criando as melhores chances através de Ganso e Arouca. E foi em um lançamento para Arouca que saiu o primeiro gol santista, o volante foi derrubado por Miranda dentro da área. Pênalti que Neymar cobrou com muita ousadia e anotou seu sétimo gol no Paulista. Não vou entrar no mérito da paradinha, enquanto é permitido, o cobrador tem todo o direito de usar, assim como o próprio Ceni já fez uso dela.

Veio o segundo tempo, e Ricardo Gomes um pouco mais devagar que Dorival percebeu que do lado santista as jogadas sempre passavam pelo pé de Ganso, então colocou Jean na cola do meia, a mudança surtiu efeito, pois o Santos parou de produzir e o São Paulo começa a crescer em campo até que conseguiu chegar ao gol na sua jogada tradicional, cruzamento na área e gol de cabeça de Roger que havia entrado no lugar de Dagoberto machucado. Depois disso o jogo voltou a ficar mais equilibrado, até que em um lance isolado, Robinho marcou em boa jogada de Wesley, gol de letra.

Em resumo, foi uma boa partida, fica claro que o São Paulo ainda precisa de ajustes defensivos, principalmente na cobertura dos seus alas, e maiores opções de criação, talvez Cleber Santana possa ser essa opção. Do lado santista, a certeza que o time está no caminho certo, talvez também pequenas correções defensivas, mas o entrosamento da zaga vem com o tempo.

Bragantino 2 x 3 Palmeiras: Vi os melhores momentos de jogo, e os jogos do Palmeiras começam a ganhar um caratér excessivamente previsível. O ataque alviverde cria muito e é muito bom, em compensação a defesa e dar pena. Cleiton Xavier, Robert e Lenny marcaram pelo Palestra.

De positivo para o Palmeiras fica o retorno de Lenny, bom jogador, que pode ajudar muito ao time jogando pelas pontas e consequentemente carregando marcação com ele, falta esse tipo de jogador no Palmeiras. a certeza de que Cleiton e Diego formam uma das melhores (senão a melhor) dupla de meias do Brasil e que Robert pode dar conta do recado ali na frente, mesmo jogando um quilo de gols fora para fazer um, normal hoje em dia, haja visto Washington, Kleber Pereira, Alecsandroe e outros por aí.

De negativo, fica a certeza de que o Palmeiras precisa de zagueiros, não adianta o time querer trazer peças de frente para compor o elenco, de nada vai valer ter um meio incrível se toda vez o time vai tomar inumeros gols por atrapalhadas da defesa. Digo isso desde o meio do ano passado, o bom time começa com uma zaga que passe confiança, e hoje a do Palmeiras não assusta nem o Flamengo do Piaui, adversário na estréia da Copa do Brasil.

Universidade 1 x 5 Grêmio: Era a estréia de Douglas com a camisa 10 no Grêmio, todas as atenções voltadas para ele, mas foi Borges quem roubou a cena, marcando três gols e mostrando que o trabalho de Silas tem tudo para dar certo. O elenco do time do Grêmio é muito bom.

No jogo, o time começou com força total, talvez até porque o tempo tenha dado uma amenizada no calor infernal que tem feito em Porto Alegre nos últimos dias. E Borges já mostrou seu cartão de visita logo cedo, se logo de cara ele havia perdido uma ótima chance, na segunda ele não perdoou e marcou o primeiro da partida. Antes do intervalo, o atacante ainda marcou mais um. Se no intervalo, o técnico Lourival Santos passou alguma orientação para o time da Universidade, tudo foi para o ralo com o começo do segundo tempo, pois logo no primeiro minuto Jonas marcou mais um gol. Assim foi seguindo o jogo, até o final dele, quando Borges guardou o ato final e fez o seu terceiro gol na partida, dando números finais ao jogo.

Anúncios