Dança dos técnicos…


Meus caros leitores, sempre foi meio doentio a minha fixação em guardar escalações, datas e qualquer outro detalhe que acerca o futebol, diria que “um dia quero ser igual ao PVC”. Me vi pensando sobre os técnicos atuais de cada time e descobri que fazia tempo que não via tanta gente boa dirigindo os clubes. Ou seja, outro fator de equilíbrio nesse campeonato.

Hoje é difícil dizer quem é o melhor técnico em atividade, se abrirmos uma enquete, veremos o quão equilibrado é isso, na minha opinião é inegável que Silas seja o melhor do Brasileirão, pois tornou uma interrogação como a grande sensação do campeonato.

Mas dizer que Silas é o melhor técnico em atividade já é exagero, como não pensar em Andrade, o excelente trabalho que vem sendo realizado no Flamengo que pode coroá-lo com o título é fruto da sua inteligência como jogador.

E Ricardo Gomes que pegou um São Paulo viúvo do seu treinador tricampeão e reergueu o time, mostrando que existem vários caminhos para o mesmo fim que é o título. Assim como Celso Roth, que vai ano, vem ano, nunca cai no gosto de nenhuma torcida, levou um time até então desacreditado a disputar uma vaga no G4.

Adilson Batista é outro que a torcida vive em clima de tensão, mas como reclamar de um treinador que ligou o “nitro” do time no returno, e hoje o time volta a sonhar com Libertadores, como esquecer de Mano que segue intocável devido aos títulos do primeiro semestre, aliás Mano cria outra divisão, as dos técnicos copeiros e de pontos corridos.

No segundo quesito, Muricy Ramalho ainda é considerado o rei, suas recentes conquistas o credenciaram a esse título. Assim como Mano parece ser o rei dos mata-matas.

Tem aqueles que recuperaram um pouco de prestígio, como Cuca que vinha desacreditado, mas junto com a epopéia que o Fluminense vem desenhando, vem ganhando gás novo, assim como o bom e velho Delegado Lopes que soube arrumar a cozinha no Atlético-PR que parecia irremediável.

Assim como no futebol tem aqueles que ainda ninguém arrisca nada, nesse grupo estão, Marcelo Róspide, Mario Sérgio e Estevam Soares. Aqueles que viraram eternas promessas: Ney Franco, Vagner Mancini e Hélio dos Anjos e por último e não menos importante a categoria ex-técnico em atividade que incluo Vanderlei Luxemburgo, não questiono sua capacidade técnica, mas é nítido que o ex-técnico do Real Madrid abdicou de ser técnico.

Menção honrosa aos quatro técnicos que subiram para Série A, parabéns a Dorival Junior (Vasco), Vadão (Guarani), PC Gusmão (Ceará) e Artur Neto (Atlético-GO), todos disputaram a Série B inteirinha, mostrando a importância de acreditar em um trabalho do começo ao fim.

Anúncios

19 respostas em “Dança dos técnicos…

  1. O RG tem o mérito de aproveitar o que o Tricolor tem de melhor que é a forma de jogo. Não diga que o Muricy não dava confiança ao time. O SP foi campeão várias vezes sobre seu comando. Se os jogadores não confiassem nele, o time não seria tão vencedor. De fato, não creio que o RG tenha feito muito. E não estou falando do passado.

      • O Muricy só dava confiança aos craques! Se algum atacante não fazia gol em uma partida, na outra ele logo tirava e colocava outro ( caso de Dagoberto), a menos que não fosse de seu feitio, por pura teimosia (Caso de Washington).

      • Pedro

        precisamos descobrir a mágica de um time insatisfeito ser tão vencedor! Craques: só temos 1 ou 2 no time, o resto do elenco é formado por jogadores bons e medianos. E esses é que dão consistência. Infelizmente, não compartilho dessa sua opinião. Mas, não vamos brigar porisso. Vamos aguardar o final do campeonato e festejar. Ou não.

  2. Eu concordo com os comentários de Futebol ao Cubo e Rafaela. Rafaela foi brilhante ao mencionar os méritos de Ricardo Gomes. Na minha opinião, a ausência dele foi por um detalhe. Silas e Cuca são inquestionáveis nessa disputa, um por dirigir a surpresa do campeonato e outro por estar montando um milagre a frente do Fluminense. Andrade saiu na frente de Ricardo Gomes, pela diferença de qualidade de elenco. Ricardo Gomes está fazendo um trabalho incrível, mas escolheu um ano onde outros técnicos também estão, na minha opinião a escolha é justa.

    Valeu!!

  3. Fala, cara!

    Não entendo esse argumento de Ricardo Gomes pegou um time bom e por isso não tem tantos méritos. Oras, Felipão pegou um time bom no Chelsea e fracassou; Luxemburgo pegou um time bom no Real Madrid e fracassou; van Gaal vem fracassando no Bayern. Quantas vezes já não ouvimos a frase: “Não basta ser forte no papel”? O elenco do SP ser bom não tira em nada os méritos do RG.

    Sobre o Ney Franco, não o vejo como promessa, o cara é muito bom, não fosse ele nem saberíamos da existência do Ipatinga, fora as boas passagens por Flamengo e Botafogo. Fico com a elitista sensação que a mídia só o verá com outros olhos quando treinar algum dos times do trio de ferro paulista.

    Abraços!

  4. O técnico é uma figura muito importante no time, os colorados que o digam. Atravessamos o ano do nosso centenário com um técnico mediano que foi o Tite, sem títulos de expressão e quando conseguimos derrubá-lo, a diretoria nos apresenta um mandato tampão. E mesmo sem técnico a temporada toda, o time tá no páreo. O post ficou muito legal, adorei!

    Entrevista com o Jogador Alecsandro, via chat:
    http://blogfutebolrs.blogspot.com/2009/11/internacional.html
    bem legal.

    SAUDAÇÕES COLORADAS.

  5. Já que todas as discussões foram para o técnico Ricardo Gomes, e aqui também acredito que todos estão voltados para o histórico e não apenas nesse campeonato, acredito que tenha um pouco de exagero nessa “repulsa” do técnico são paulino.
    O fato de manter uma base e não perder ordem e foco para um time, elenco que ganhou tudo nos últimos anos é sim sinomino de um bom trabalho. Não acredito que ele seja um grande treinador ainda, mas dentro desse torneio ele deveria sim estar entre os 3 melhores. Tirou um time desacreditado, depois de sofrer o maior baque que o São Paulo poderia sofrer (perder a libertadores), ser um técnico novo e levar até o topo do torneio mais dificil do mundo, tem sim que ser valorizado.
    O Thiaguinho quando defende a idéia de não colocar ele entre os melhores, fala em história vitoriosa, mas esquece que isso não é uma análise da história e sim apenas desse torneio. Pra finalizar dele, ele mudou sim o jeito do São Paulo jogar bola, com mais toque de bola, com jogadas por baixo e não apenas chuveirinho, e inteligentemente manteve a base dos últimos anos, mas também mudou algumas peças.
    Além disso, acredito no contexto e não apenas em momentos bom no campeonato.
    O Andrade pegou um time também montado e colocou em campo, demorou pra embalar, foi contestado em um momento durante o campeonato.
    O Cuca teve uma sequencia boa desde que chegou no Flu e pegou um time desmantelado, teve a visão de mudar 10 jogadores que estavam em campo e hoje colhe o que plantou, está muito bem.
    Silas é outro que merece e também é meu voto como o melhor, time pequeno e sem expressão, foi responsável pela montagem do elenco e soube fazer isso vir ao seu favor.

    Muricy foi mal no São Paulo e mediano no Palmeiras, realmente não merece.

    • Concordo com o que você disse.
      Mas dentro das categorias que o Fenomeno põe os técnicos. Pra mim bom técnico é o que se vira com o campeonato e elenco que tem e faz o melhor possível.
      Se formos analisar o Ricardo Gomes nesse campeonato ele foi muito bem. Já o Muricy medíocre, assim como o Mano Menezes.

  6. Você disse: “Menção honrosa aos quatro técnicos que subiram para Série A, parabéns a Dorival Junior (Vasco), Vadão (Guarani), PC Gusmão (Ceará) e Artur Neto (Atlético-GO), todos disputaram a Série B inteirinha…”

    Por favor uma correção: Artur Neto foi contratado nas últimas rodadas no lugar do MAuro Fernandes, que tomou o lugar de quem? quem? PC GUSMÃO!!

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO: O PC Gusmão assumiu o Ceará na 4ª rodada, Artur Neto na 28ª rodada.

  7. Cara, tenho uma frase pra t´pecnico: “técnico não ganha jogo, no máximo, perde”.
    Ricardo Gomes como melhor técnico? Pelo amor de Deus, nem ferrando. Ele será campeão pelo time que tem, pelos jogadores. Ele não tem responsabilidade. Cadê o dedo do técnico? O SPFC joga exatamente como com Muricy, igual. Aliás, por que o Muricy foi tão aml no palemiras? Simples, porque ele não tem nada de mais, é um treinador comum, só que tinha um timaço, um baita elenco. Pensa num técnico muito ruim, põe no SP, Briga por título.
    Agora, não entendi a lógica: Silas não poder ser considerado o melhor do Brasil e o fazer com Andrade, pelo seu primeiro trabalho bom? Se um pode ser considerado top, o outro é mais ainda, pois o Fla temt ime, já o Avaí…

  8. Curti esse post.
    Os considerados bons técnicos são aqueles que fazem uma parceria firme com seu clube, indica jogadores, traçam metas e tem liberdade para fazer o que acha importante.
    Esse foi o sucesso do Muricy no São Paulo, do Mano no Corinthians e até mesmo do Luxemburgo em outros clubes.
    Claro que para você chegar em um grande clube você precisa malhar antes. Como está sendo o caso do Sillas, está em um time pequeno e mostrando serviço. Li até que vai passar uma semana em Madrid pra fazer o estágio no Real de uma semana.
    Agora quanto as promessas eu vejo técnicos que se destacaram rápido mas ainda tem que mostrar um pouco de serviço. É o caso do Vagner Mancini, o Santos foi passado para ele e ele teve que se virar. E foi bem. Mas precisa de uns anos ainda de experiência. Igual ao Márcio Bittencourt.
    Hoje vejo como melhor treinador brasileiro o Mano. Não somente pelo fato de ser Corinthiano, mas ele fez muito pelo Grêmio, já veio pro Corinthians e perdeu um paulista e um brasileiro, e foi vice da Copa do Brasil do ano passado. Nunca gostei muito do Muricy pelo jeito de jogo, comecei a gostar menos quando foi para o Palmeiras, ele não consegue jogar em um time que joga diferente do esquema dele.

  9. Olha, tudo o que você disse está certo, mas é um absurdo o Ricardo Gomes não estar entre os três melhores, que na minha opnião são: Ricardo Gomes, Andrade e Cuca.

    E tem um errinho aí no seu texto, na frase: “Ney Franco, Vagner Mancini e Hélio dos Anjos e por último e não –mesmo– importante”

    Deduzo que deva trocar o “mesmo” por menos não é?

    Corrige aí e um abraço.Não se esqueça de passar no meu blog.

    • Não acho um absurdo o Ricardo Gomes não estar entre os melhores.
      Acho que para se tornar um dos melhores tem que ter uma história vitoriosa.
      Quando estava no Brasil não fez muita coisa e nem na França.
      Isso não tira o mérito do bom trabalho que ele vem fazendo no São Paulo este ano.

      • Que bom trabalho? Ele não fez nada, deixou o time igual ao Muricy, só chuveirinho. Se esse é um dos melhores do Brasil então não precisa de treinador.

    • Preciso concordar com o Thiaguinho. O Ricardo Gomes, na minha opinião, herdou um bom elenco, com excelentes jogadores. Não vejo diferença de jogo em relação à Era Muricy. Mudar um centro-avante por outro não demonstra habilidade técnica, nem inovação tática. Para o RG, foi o time certo na hora certa. Ser campeão, alavancará sua carreira. Chamam mais a minha atenção o Silas, que tira leite de pedras com o Avai, o Cuca que injetou ânimo no ex-combalido Fluminense e o Andrade que fez do Flamengo, uma equipe combativa.

      • Não estou falando da história do Ricardo Gomes, e sim do que ele fez este ano.

        Se ainda estivéssemos com Muricy, o Hernanes, Jorge Wagner, Dagoberto e vários outros jogadores estariam em má fase.

        O Ricardo Gomes deu confiança e soube dirigir o time, o Muricy não dava confiança (a não ser para os titulares que jogavam bem todos os jogos) e dirigia o time de uma maneira bem diferente do que o Ricardo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s