Agora é a vez dos “Embriões” jogarem!!

Se a seleção sub20 eu chamei de Fraldinha, a sub17 eu vou chamar de Embriões. Ontem começou o campeonato mundial sub17 que está sendo realizado na Nigéria. O Brasil assim como os donos da casa são considerados os maiores favoritos ao título.

Sub17251009

Vejam que são os relacionados para este torneio:
Goleiro: Alisson (Internacional), Luis Guilherme (Botafogo) e André (Corinthians).
Zagueiros: Gerson (Atlético-MG), Romario Leiria (Internacional) e Sidimar (Atlético-MG).
Laterais: Crystian (Santos), Guilherme (Atlético-PR), Romario (Vitória) e Dodô (Corinthians).
Volantes: Casimiro (Atlético-PR), Elivelton (Santos) e Wellington Sanches (Fluminense).
Meias: João Pedro (Atlético-MG), Philippe Coutinho (Vasco) e Wellington Silva (Internacional).
Atacantes: Zezinho (Juventude), Neymar (Santos), Willen (Vasco), Felipinho (Internacional) e Giovani (Internacional).

Metade do time é composto por jogadores do Inter, Galo e Santos, sendo que o Colorado colabora com cinco jogadores, garantia do futuro para esses três times, me surpreende o meu tricolor não possuir nenhum jogador no elenco, haja visto que o time sub17 do São Paulo é junto do Inter o time mais vitorioso nessa categoria nos últimos 5 anos.

De qualquer jeito, o Brasil estreiou ontem com uma vitória suada sobre o time japônes por 3×2. Na minha opinião, a principal diferença entre esse time e o sub20 é o equilíbrio do time, a seleção brasileira marca muito mal, com todo o respeito ao time oriental, mas não se pode deixar o time japônes jogar com tamanha facilidade, o Brasil mostrou dificuldade em recompor a defesa, toda vez que o time ataca com volume, não consegue responder a tempo no contra-ataque.

Destaque do time brasileiro, o goleiro Alysson do Inter teve grande atuação, salvou o time em momentos cruciais, o zagueiro Romário Leiria também teve uma atuação boa, mas vale dizer que Leiria é do tipo zagueiro-zagueiro, na frente João Pedro do Atlético MG foi homem importante para o jogo, agora Philippe Coutinho é jogadorzaço, o moleque é muito bom, a Inter de Milão fez um grande negócio levando o menino, desequilibrou a favor do Brasil, Neymar também mostrou seu talento e os dois juntos proporcionaram uma obra prima para a torcida o segundo gol brasileiro foi fantástico. Gostei da entrada de Wellington Silva.

Como ponto de atenção fica a atuação dos laterais, ambos precisam aprender a marcar tão bem quanto atacam, o time brasileiro deixa buracos gigantescos por causa do excesso de subida de Crystian e Guilherme, principalmente o segundo. Outro problema está na cabeça de área da seleção, Elivelton e Wellington Sanches não protegem tanto assim nossa defesa, Leiria e Gérson ficam extremamente sobrecarregados.

Em resumo, o time tem grande potencial e é Brasil, em qualquer competição essa camisa amarela é favorita ao título. Viva a Seleção dos Embriões!!