Marcelo Campos Pinto, o cara que só consegue ver futebol em Dezembro!

Já que as Eliminatórias não tem a menor graça, e olha que o Brasil fez força no final para não terminar em primeiro, mas assim como no Brasileirão, a galera preferiu deixar com o Brasil mesmo e entregaram o “simbólico” título a Quadrilha da Nike. Vamos falar desse fantasma chamado Mata-mata.

Só espero que nessa luta ganhe o melhor e não o mais forte!!

Só espero que nessa luta ganhe o melhor e não o mais forte!!

Alguns seres acéfalos da Globo, mas precisamente senhor Marcelo Campos Pinto, homem forte da GloboEsporte cogita a hipótese do Brasileirão voltar a ter mata-mata, no mínimo estranho a sugestão deste executivo. Seu principal argumento é que o futebol é negócio e não entretenimento. Quanto a essa frase, concordo em partes, o futebol é as duas coisas e ao mesmo tempo, é impossível ele ser negócio se não for entretenimento e vice-versa.

Mas mesmo diante da premissa que o futebol é um negócio, Marcelo Campos Pinto impõe um negócio vantajoso apenas para ele, pois as cotas de tv e espaços publicitários que o mesmo gostaria de angarear, caso o mata-mata volte, serão para uso exclusivo da GloboEsporte e nunca para os clubes. Campos Pinto está criando a falsa ilusão de que os clubes arrecadarão maior bilheteria com a volta dos mata-matas, primeiro é que se trata de uma imensa estupidez da parte dele achar que algum dirigente acreditará nisso.

Nenhum dirigente deve acreditar nesse absurdo, pois é claro que esse “extra” de bilheteria ficaria restrito a oito clubes apenas, além do que, se qualquer dirigente fizer a conta de seu público médio nos pontos corridos ou fora deles, verá que a média não muda muito, portanto é um mito dizer que mata-mata arrecada-se mais bilheteria.

Outra grande farsa de Campos Pinto é alegar que nos Pontos Corridos perde-se esse aspecto da decisão, agora pergunto a todos vocês, alguém duvida da importância de cada jogo nos pontos corridos, cada vez mais aquele chavão começa a ser percebido de fato, “cada jogo é uma decisão”, darei como exemplo o meu time, para o São Paulo, o clássico com o Palmeiras foi decisão, com o Corinthians também, contra o Náutico nos Aflitos também, contra o Flamengo no Maraca também e daqui para frente todos serão, ou seja, ao que me parece só neste exemplo de curto prazo já citei mais decisões que o mata-mata me daria.

Podio 151009

Além disso tudo, existem os outros fatores que são de conhecimento de todos no qual também me escoro, os Pontos Corridos premia o time mais regular do campeonato e consequentemente o melhor, os Pontos Corridos permite um melhor planejamento do elenco e outro talvez menos importante mas que para mim também faz sentido, mata-mata é Copa do Brasil e Libertadores, Brasileirão é pontos corridos e ponto final.

O mais triste disso tudo e que já começou a pressão da Globo em cima dos clubes para cederem e aceitarem a volta do mata-mata, até agora os dirigentes tem se mostrado fortes e resistido a essa pressão, com exceção de um, Belluzzo aquele que considero ao lado de Alexandre Kalil do Galo um dos mais promissores dirigentes de futebol, na minha opinião, ambos estão na vanguarda das administrações de clubes, mas Belluzzo recuou, ficou com medo da mão pesada da Globo se fechar para ele e balançou pela pressão da Globo, espero de verdade que tenha sido apenas um destempero de Belluzzo que ele volte atrás e fique na turma daqueles que são contra a volta dos pontos corridos.

E para vocês Pontos Corridos ou Mata-mata?